Categorias: Batom, Lip Balm, Maquiagem, Swatches Por Bia Munstein

img_0167

Coisa fofa a gente gosta, né? rs

O post de hoje vai ser sobre essa novidade da Elke: os balms labiais, co, cor, formato stick e cheirinho de frutas!

São 4 cores no total, todas em formato stick -retrátil- e com 3g cada:

  • Melancia (rosa)
  • Pêssego (nude)
  • Manga (laranja)
  • Cereja (vermelho)

Eles foram lançados bem recentemente e ainda não tem no site do fabricante a descrição, mas basicamente eles prometem 4 coisas: hidratar os lábios, cor intensa, brilho delicado, efeito refrescante.

img_0154 img_0156 img_0165 img_0178 img_0169color stick Elke/ balm labiais 4 cores

Como falei no post dos recebidos, a Elke era uma marca bem famosinha uns anos atrás e de repente nunca mais ouvimos falar. Parece que agora estão retornando com novidades (não sei se sumiram mesmo por um tempo ou só da net). Lembro que na época eles tinham um dupe do snob da Mac, por isso a fama -mas tbm tinha vários batons lindos e com preço baixo-.

img_10474-horzCereja e manga

img_10418-horzMelancia e pêssego

O que eu achei: não querendo ser malvada, nem coisa do tipo, achei um produto um tanto indefinido! Pra ser um balm ele tem cor demais e pra um batom cor de menos. Mas o que isso tem haver? Não sei vocês, mas quando carrego um balm na bolsa meu desejo é que ele seja neutro, que eu possa aplicar não importando que cor de batom estou e nem se tenho espelho a disposição. Aquela coisa de passar até com carro andando, sabe?

Eles são pigmentados demais pra isso! Eu colocaria na casa dos batons beeem cremosos. O melancia e o cereja principalmente. O lado bom é que duram mais que um balm comum…

Fora isso são fofos e o cheiro é uma delíciaaaa! Pena que não tem o mesmo gosto 🙁 Se você gosta desse tipo de batom “fresquinho”, que é a cara do verão, creio que deve gostar. Pra praia é uma boa, né?

 

Onde encontrar: não achei nenhum lugar na net vendendo pra indicar nem ter uma base de preço, mas não devem ser caros e você provavelmente deve encontrar em grandes perfumarias nas sua cidade.

 

Ah, eles são edição limitada!

 

Artigos Relacionados

Categorias: cabelos, nutrição, óleos, Produtos Testados Por Bia Munstein

img_10448

Olá pessoal! Passaram bem o final de semana? Espero que sim 🙂

Hoje vamos falar de uma linha que já teve seu espaço aqui no blog, mas ficou faltando falar de um produto muito importante: o óleo!

Estou falando da linha Precious Nature da Alfaparf, versão long & Straight hair (cabelos longos e lisos). Meu cabelo não é liso natural, mas tudo que diz ser para cabelo liso me agrada muito! Ser pra cabelo longo também é interessante já que são fios fragilizados pela ação do tempo.

Veja descrição do fabricante:

Óleo nutritivo para cabelos longos e lisos. Alfaparf Precious Nature Prickly Pear & Orange Oil ajuda a controlar o frizz, aumenta o brilho e deixa o cabelo macio e com toque sedoso. Elaborado com ingredientes naturais, Alfaparf Precious Nature Prickly Pear & Orange Oil garante disciplina e nutrição sem deixar os fios pesados. Fórmula livre de parabenos, conservantes e corantes. Faz parte da linha de tratamento Precious Nature, da Alfaparf, que possui os óleos mais refinados da gastronomia italiana como inspiração. Ação Óleo de Figo da Índia: deixa os fios mais suaves e brilhantes. Extrato de Laranja: acentua o brilho da raiz às pontas.

img_0429 img_0423 img_0427

Como falei no início foi focar a resenha em texto no óleo porque já tivemos post resenha do shampoo e da máscara aqui, mas o resultado de toda linha é tão bom que resolvi gravar um vídeo de todos eles pro meu canal no Youtube porque lá ainda não havia falado deles. (postarei no final do post)

Eu usei assim: O modo de uso dele é bem interessante porque ele é focado na umectação e não na finalização (embora possa ser usado assim também). O recomendado é usar no cabelo seco, sujo, antes da lavagem, deixar agindo no mínimo 5 minutos -prefiro meia hora- e depois lavar e hidratar/condicionar normalmente.

img_10439-horz

O que eu achei: o resultado no cabelo usando o óleo, comparado ao resultado usando somente shampoo e máscara, é bem superior! O cabelo fica muito mais sedoso e soltinho. Aquele cabelo de salão mesmo! Testei usando com a própria linha, todos os produtos, e testei também com outra linha. Nos dois casos o resultado foi melhor com o óleo.

Como comentei no modo de usar ele também pode ser usado como finalizador. Só não recomendo em cabelo loiros por ele ter esse tom alaranjado (bem parecido com Moroccanoil e Orofluído, diga-se de passagem). Pra usar antes da lavagem não tem problema, mas pra deixar no cabelo, o uso a longo prazo pode prejudicar a cor do fio caso seu cabelo seja bem claro.

Falando sobre o óleo em si ele é bem grosso, tipo mel, e o cheiro é uma delicia! Ele é um óleo meio pesado, grosso, e por isso sua principal função é usar antes da lavagem como uma umectação, mas em cabelos muitos secos ele é excelente para finalização.

Gostei muito! <3

Onde encontrar: tem aqui na Beleza na Web, toda gama Precious Nature.

confere o vídeo:

Artigos Relacionados

Categorias: cabelos, Loiras Por Bia Munstein

diario do cabelo descolorido

Oi amores,

Um tempo atrás eu tinha o hábito de fazer com vocês o diário do cabelo descolorido. Pra quem não lembra ou não pegou essa fase, foi um período onde eu mostrei pra vocês todos os tratamentos que fiz para recuperar meus fios após um intensa descoloração que fiz na época (foi entre final de 2014 até meados de 2015).

 

O resultado foi ótimo e meu cabelo viveu uma das suas melhores fases!

 

Como os posts foram sendo postados em intervalo de tempo e sem uma tag específica, acabaram ficando difíceis de encontrar… então decidi montar esse post com a “trilha” do diário do cabelo descolorido, na ordem em que fui fazendo para facilitar pra vocês! (até hoje muito gente me pergunta por esses posts e sei que a busca aqui do blog nem sempre retorna bons resultados).

Então vamos começar:

IMG_0618

No primeiro post eu mostrei o cabelo novo, bem mais claro, que eu mesma tinha descolorido em casa. Expliquei um pouquinho como fiz e mostrei todos os produtos usados, incluindo o primeiro tratamento. Clique aqui para ver.

diario do cabelo descolorido

No segundo post, começamos de fato o Diário do cabelo descolorido, onde mostrei o primeiro tratamento forte que fiz após a descoloração. Clique aqui.

IMG_0604

O terceiro tratamento foi focado na nutrição! Detalhei todo processo aqui.

cats

Na quarta etapa do processo decidi fazer uma reconstrução ácida, que é um dos meus tratamentos favoritos. Mostrei tudo aqui.

IMG_6746

E finalmente no último tratamento intensivo, desse retoque que fiz na época, foram uma série de três nutrições seguidas e finalizei com uma reconstrução simples. Veja tudo aqui. (esse post relatou, na verdade, três tratamentos)

 

Esse foi meu primeiro ciclo de diário do cabelo descolorido. Durou cerca de dois meses e o cabelo ficou ótimo no fim de tudo. Depois desse período mantive meus tratamentos normais, porque quem tem cabelo danificado deve saber que o cuidado nunca deve parar.

 

Acho que o tratamento de cabelos muito danificados não tem receita de bolo, eu fui fazendo os tratamentos que achei que eram necessários na época, sem seguir rituais ou cronogramas, fui observando o cabelo e fazendo o que eu achava que devia fazer, baseado na minha experiência.

 

Funciona muito bem pra mim, mas não quer dizer que será perfeito pra você. A minha dica é sempre observar a reação do cabelo! Passou uma máscara reconstrutora e o cabelo ficou áspero, seco, volumoso, com aspecto feio: ou seu cabelo não “gostou” daquele produto específico, ou não estava precisando de reconstrução ou você já fez várias e ele esta pedindo um pausa.

Tudo é observação!

 

Pra finalizar vou deixar outros posts de Diário do cabelo descolorido que fiz em alguns outros retoques, porque acho que são tratamentos muito interessantes:

 

Ah, só uma última observação: eu chamei esse tratamento de “diário do cabelo descolorido” porque meu cabelo é descolorido, mas são tratamentos indicados para todo cabelo muito danificado, não importa a cor ou a química. Eu acabei até mudando o nome da tag um tempo depois para diário do cabelo danificado.

 

Artigos Relacionados

Categorias: Pele Por Bia Munstein

img_0382

Eu tenho dois motivos pra preferir tratamento em cápsulas em vez de produtos de uso tópico: um deles é a preguiça (é muito mais fácil tomar uma capsula do que passar creme no corpo todo) e o segundo -e também o mais importante- é que tudo que age de dentro pra fora funciona melhor. -é o que quero dizer quando falo que comer a fruta é melhor que passá-la no cabelo, por exemplo-.

O nosso corpo lida melhor com os ativos de dentro pra fora!

Mas essa introdução é pra contar que estou tomando um novo nutri cosmético -se é que posso chamar essas capsulas assim- e elas são especiais porque tem proposta estética, mas também de proteção.

Tratam-se capsulas para ativar o bronzeado natural da pele e ajudar a proteger dos danos causados pelo sol! Quase como um protetor solar em capsulas.

Confere a descrição do fabricante:

É um complexo de ativos que ajudam a proteger a pele contra os efeitos prejudiciais dos raios solares, aumentando sua tolerância ao sol, estimulando a formação da melanina para um bronzeamento mais rápido, bonito e duradouro.

 

img_0390 img_0395ativador de bronzeamento manipulado

Pra explicar melhor como funciona peguei no site a descrição dos ativos que compõem as capsulas, vejam só que interessante:

Polypodium Leucotomos: primeiro fotoprotetor oral com eficácia aprovada pelos dermatologistas. O Polypodium leucotomos ajuda a regular o sistema imunológico e protege a pele da inflamação causada pela exposição excessiva aos raios ultravioletas. Por ter propriedades antioxidantes, inibe a liberação da enzima metaloproteinase, responsável pela quebra de fibras de colágeno e elastina – causa do envelhecimento causado pelo sol – e assim, preserva o sistema cutâneo.

Picnogenol: Excelente antioxidante fenólico (substância encontrada na casca das plantas) tendo sua ação mais potente que as da vitamina C (20 vezes) e vitamina E (50 vezes), regenerando o radical ascórbico inativo. Por ter alto poder antioxidante, ele é um ótimo combatente de radicais livres.

Vit C: poderoso antioxidante que favorece  a produção de colágeno melhorando cicatrização, além de estimular o nosso sistema imunológico.

Ácido Ferulico: Possui um alto potencial fotoprotetor, impedindo a atividade de radicais livres e minimizando os efeitos dos dímeros de timina que são agentes carcinogênicos resultantes da exposição da pele à radiação UV.

Betacaroteno: precursor de vitamina A. Tem ação antioxidante, protege a pele contra raios solares e garante um bronzeado mais dourado, duradouro e natural, dando um aspecto bronzeado e dourado à pele por mais tempo. Age como refletora dos raios solares e atua na formação da melanina, pigmento responsável por dar cor à pele.

 

Bom né?

img_0392

Modo de usar: eu estou tomando duas capsulas ao dia, que é a recomendação do fabricante: “O tratamento deve ser iniciado com no mínimo 1 semana de antecedência ao período de bronzeamento, durante e depois. Quanto maior o tempo de uso antes do bronzeamento, melhor será o resultado. O uso após o bronzeamento irá estender o período com o bronzeado. – Tomar 2 doses ao dia.”

Estou fazendo uso das capsulas com principal intuito de proteger a pele do sol, mas claro que continuo usando meu protetor solar. Como na minha rotina diária acabo usando o protetor só no rosto e pescoço acho que as capsulas, além de potencializarem esse efeito, ainda ajudam a proteger o restante do corpo onde o protetor não é aplicado.

E como nessa época do ano costumo ir bastante a praia o ativador vai me ajudar pegar uma corzinha, mesmo me expondo pouco ao sol e sempre com proteção (ele protege do sol, mas ao mesmo tempo ativa a melanina).

 

Sem falar que de quebra ainda ajuda na imunidade, né? Vitamina C é ótimo pra isso!

 

Onde encontrar: o meu é aqui da Empório Magistral. (mesma manipulação da minha Biotina, lembram?)

 

*post patrocinado.

Artigos Relacionados

Categorias: cabelos, Pergunta da semana Por Bia Munstein

Cabelo quebrado: Como cuidar, como evitar a quebra e como fazer com que ele pare de quebrar. São essas as dúvidas que vou tentar responder no post de hoje!

Cabelo quebradiço é um assunto muito complexo porque podem ser muitas as causas de quebra. Primeiramente quero separar quebra de queda, porque o que vamos falar no post de hoje é daquele cabelo que se parte ao longo do comprimento, caracterizando a quebra! A queda é quando o fio cai com raiz e tudo.

 

Pra saber mais sobre queda e quebra acesse o post que já dediquei ao assunto clicando aqui.

 

Definido o tema do post falaremos então sobre quebra!

dica_01b-848x350-660x330

O que causa a quebra dos fios? Acho que essa é a pergunta mais interessante que você pode fazer quando decide tratar seu “cabelo quebrado ou quebradiço”. São tantas as causas que eu também diria que esse é um dos termos mais complexos em tratamento capilar!

A quebra mais comum é causada pelo excesso de dano nos fios, ou seja, cabelos danificados são os que mais quebram. Isso porque o fio está fraco, “oco” por dentro, ressecado, e aí se parte com mais facilidade. Até mesmo porque um cabelo com esses danos perde também sua elasticidade natural, que garante que o fio literalmente “envergue, mas não quebre”. Aqui o dano pode ter sido causado por químicas, alisamentos (progressiva bate record de quebra de capilar), e pode ser causado pelo excesso de uso de chapinha, secador e babyliss que ressecam demais os fios. Chapinha e babyliss são sempre os maiores vilões.

Só nessa breve explicação eu já abri margem pra falar de mais duas possibilidades de quebra: Excesso de reconstrução e cabelo elástico. Quando você tem um fio danificado, e é uma pessoa maníaca assim como eu, quer encher o pobre coitado de reconstruções achando que essa é a melhor saída. Porém mesmo sendo um dos tratamentos mais importantes para os fios danificados, o excesso de reconstrução -em especial a queratina- é também muito prejudicial ao cabelo. Imagine que a reconstrução seja um cimento para os fios, se você cimenta demais ele fica muito rígido e quebra… Eu também já fiz um post falando sobre excesso de reconstrução aqui, porque passei por ela recentemente e também expliquei como resolver.

Indo pra segunda questão que seria o cabelo elástico, esse tipo de fio é tão, mas tão danificado que praticamente perdeu toda sua estrutura interna, se tornando mole e desmanchando feito um chiclete mascado enquanto molhado e depois de seco tão frágil que se parte até com o passar do pente (aliás pente é vilão de qualquer cabelo seco, viu? Evite! Cabelo seco se penteia com escova maleável e sempre com muito cuidado). O cabelo elástico necessita de todos os tratamentos, mas o mais urgente é a reconstrução e o uso de acidificante. Já dediquei um post inteiro sobre tratamento de cabelos elásticos bem aqui.

Pra finalizar, e não me prender demais a causa da quebra capilar em si, preciso falar que ela também pode ser causada por problemas de tireoide e até uma severa falta de vitaminas, que faz com que os fios fiquem frágeis e quebrando com facilidade.

Next…

Então como resolver o problema da quebra capilar, que acaba com seu crescimento (porque o cabelo cresce na raiz , mas você não vê porque ele quebra) e ainda por cima deixa seus fios horríveis cheio de toquinhos pelo comprimento?

  • Primeiro identifique a causa! Listei as principais acima.
  • Depois parta para o plano de ataque.

Caso 1- Se você detectou que seu problema é provocado por dano (faz química constantemente, descoloração, tintura, muita chapinha, babyliss, etc…), a saída é adotar um plano de recuperação capilar! Seu cabelo vai estar precisando de todos os tratamentos disponíveis, aplicados sempre de modo intercalado. Eu não gosto de chamar de cronograma capilar, mas você pode chamar assim se quiser. Você vai fazer hidratação, nutrição e reconstrução. Sempre intercalando a reconstrução com uma nutrição ou com uma hidratação para evitar excessos e rigidez. Ficou confusa? Veja o passo a passo certinho nesse post que fiz aqui sobre plano de recuperação capilar.

Caso 2- Mas aí você me diz que na verdade você já entupiu seu cabelo de reconstrução e ele fica cada vez pior… Amiga isso é excesso de reconstrução! A saída e ficar longe de todo produto que tenha queratina e se jogar na nutrição e na umectação. Novamente deixo o link do post que fiz sobre excesso de reconstrução e onde ensino a super nutrição para reverter o processo (lembrando que pode ser feito com os produtos que você tiver em casa, eu uso o que eu tenho e gosto). Não esquece da umectação que também é super importante pra reverter o processo!

Caso 3- “Bia, eu não faço químicas no meu cabelo, não abuso da chapinha e do secador, e mesmo assim meu cabelo ta fraquinho, fraquinho e quebrando a toa.” Amore, seu caso provavelmente é interno! Ou é genética que faz com que seus fios sejam muito finos e nesse caso você precisa ter mais cuidado ao pentear, ou você sofre de uma carência de vitaminas ou pior ainda sua tireoide está te sabotando. Procure um médico é o melhor conselho que posso te dar! <3

 

Gostaram?

 

Ai que saudade eu estava de escrever pra tag “Pergunta da semana”! Gosta de post assim? Tem dezenas deles clicando aqui.

Artigos Relacionados

Categorias: Pele Por Bia Munstein

img_0319

Mais um protetor facial pra ser resenhado e pra ficar ainda melhor o produto de hoje tem cor!

É o protetor solar facial da Loreal, da linha Solar Expertise, que foi repaginado e além da cor agora tem toque limpo (em vez da promessa do “toque seco” na embalagem) e fps 70.

O meu vem com 50gr e custa cerca de 50 reais. Tem aqui na Época Cosméticos.

Veja descrição do fabricante:

Protetor Solar Facial Expertise Toque Limpo com Cor FPS 70 Loreal sua formula é anti-resíduos, pois conta com o ativo Detoxyl. Proporciona sensação de pele limpa durante o dia todo, possui alta proteção contra os raios UVA/UVB e UVA longo. Possui uma textura leve. Anti-oleosidade, anti- umidade e anti-resíduos)

img_0313close na embalagem

img_0313 img_0320 img_0331

Eu uso assim: no rosto limpo e tonificado (normalmente só lavo e aplico água termal) aplico o protetor com cor, com os dedos mesmo, como se fosse uma base, mas sem esquecer que na verdade é um protetor. Explico: a aplicação deve ser feita por quadrante! Primeiro aplico uma “ervilha” de produto num lado do rosto, depois no outro e por fim na testa. Essa aplicação cuidadosa é necessária ou o cobertura não fica uniforme.

 

img_0324-horz img_10400-horzantes e depois da aplicação

O que e achei: a cor dele é uma só, mas ele se adapta levemente ao tom da pele. Percebi isso porque ele ficou bom tanto no dorso da minha mão, que é bem mais escuro, quanto no meu rosto branquelo. Ainda falando da aplicação na primeira vez que usei achei meio chato de aplicar e espalhar. A textura é grossa e ele seca até bem rápido pra um protetor com cor, então acabei não conseguindo espalhar direito na primeira vez porque quis sair aplicando em tudo de uma vez, como se fosse um creme. Na segunda vez que usei já fiz como expliquei acima e aí sim foi bem tranquilo. Apenas um cuidado: ele tem textura grossa, então se você não cuidar vai ficar acumulado na sobrancelha, na raiz do cabelo e até na lateral do nariz. Nada que um cotonete depois não resolva, mas eu prefiro não sujar muito.

A cobertura dele é é média, nas fotos eu achei que ficou mais suave do que é na verdade, ao vivo eu sinto e vejo mais a cobertura.

img_10463após make completa, sem pó (a pele ta meio marcadinha porque eu tinha feito remoção de cravos no dia anterior)

Sobre a textura seca ou toque limpo ele realmente é um dos protetores com cor mais sequinhos que já usei! Após algumas horas ele brilha, não tem como negar, mas só de pressionar um lenço por cima já resolve o problema. Obvio que por se tratar de um protetor solar, no momento que usamos o lenço seria necessário reaplicar, mas o mesmo aconteceria se fosse protetor+base, aplicados individualmente. É o calcanhar de aquiles de todo protetor…

Por fim vou falar da durabilidade que achei muito boa! Como comentei com vocês fui pra Ibitipoca-MG e fiz o famoso passeio pelas cachoeiras da região. Usei esse protetor, porque o filtro era 70 e também pra dar aquela cobertura na pele disfarçando as imperfeições. Cerca de 4 horas depois, com calor de moderado (e cerca de duas horas de intensa caminhada) eu ainda achei a aparência da minha pele muito digna!

Minha opinião geral é que se você não se esquecer que ele é um protetor solar, ou seja, que ele não é uma base, você deve ficar muito satisfeita!  Pro dia a dia, acho o acabamento do combro protetor solar + base ou BB Cream muito melhor, mas pra um caso de praia ou piscina ou mesmo uma situação de grande exposição ao sol ele é um ótima pedida!

 

Onde encontrar: tem aqui na Época Cosméticos.

Artigos Relacionados

"Dedico o trabalho neste blog, assim como toda a minha vida ao nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo, que vive e Reina para todo o sempre. Amém!"