Categorias: cabelos Por Bia Munstein

Nós já tivemos post do Dekapcolor da Yamá há alguns anos aqui no blog, mas como é um produto que pode ajudar muita gente em desesperos capilares achei válido contar melhor minha ultima experiência com ele já que na época, lá em 2011, eu não expliquei muito bem.

Antes que alguém se assuste as fotos que mostrarei no post não são de agora! São daquele episódio trágico/cômico de um mês e pouco atrás.

Dessa vez eu usei a caixinha de 120ml porque não ia aplicar no cabelo todo, mas existe também a versão de 400ml. Ambas você encontra aqui.

Veja descrição do fabricante sobre o produto:

O DekapColor foi o primeiro produto no Brasil a trazer para você o conceito de “Limpeza de Coloração”. Sua função não é descolorir os cabelos, mas sim remover (por meio de uma limpeza profunda) os pigmentos artificiais deixados pelas colorações aplicadas. Assim você recupera a saúde dos fios, e deixa seu cabelo pronto para uma nova coloração com muito mais brilho e intensidade.

Eu usei assim: o modo de usar é simplificado, mas há que se respeitar as proporções. O correto é misturar exatamente a mesma quantidade dos dois líquidos que vem na caixinha, meio a meio. Na verdade um é um gel transparente, o outro é um creme branco.

Aí depois da mistura pronta basta aplicar nos cabelos secos -pode ser sujo- deixando agir por 30 minutos. Depois de enxaguar, retira-se a umidade do cabelo e aplica-se novamente, aguardando mais 30 minutos. Aí já pode lavar com shampoo e condicionador normalmente. Eu recomendo uma hidratação.

-Mais aplicações podem ser necessárias, porém o fabricante sugere aguardar pelo menos uma semana.

antes e depois do dekapcolor

Depois de uma sucessão de erros na cor da minha raiz para cobrir uma mancha, eu apliquei um tonalizante tom 4 para ver se resolvia. Cobriu, mas ficou super escuro e saturado. É a foto do antes! A foto do “depois” foram duas aplicação de dekapcolor (que na verdade é uma aplicação completa, como expliquei no modo de usar) para chegar nesse resultado de desbotamento da cor. Eu só apliquei na raiz da franja, porque foi somente aí que tinha tintura.

 

O que eu achei: pra começar é legal frisar que o dekapcolor não tem amônia e ele remove apenas pigmentos artificiais do cabelo. Ou seja, se seu cabelo é loiro, você aplicou uma tinta na cor castanho, ele vai desbotar essa cor escura fazendo -em tese- seu cabelo voltar a ser loiro. O “em tese” é porque a cor que resultará no final da aplicação depende de vários fatores:

  • quantas vezes a tinta escura foi aplicada
  • Se era tinta ou tonalizante (que sai mais fácil)
  • Qual a volumagem da ox que foi usada junto com a tintura
  • Etc…

-Uma coisa importante que você deve ter em mente é que quando a gente tinge o cabelo usamos água oxigenada. Essa ox clareia o cabelo, mesmo que a cor que você usar for escura, então quando o dekap remove o pigmento a cor que sobra por baixo é o tom do seu cabelo, porém desbotado. Desse modo pode ser necessário tonalizar os fios com sua cor natural caos você não goste do resultado. Foi que eu fiz!

 

Na minha experiência como meu cabelo tinha passados por vários apuros antes de usar o dekapcolor a cor que restou foi um acobreado -se você perdeu veja a história do acontecido aqui porque foi bem longo pra resumir, rs-.

Eu fiz apenas duas aplicações e achei que removeu bem a tinta escura, me deixando segura para aplicar o tonalizante na cor certa do meu fio como mostro abaixo:

img_8632img_8556

Não achei que o dekapcolor fragilizou demais o fio, mas a gente sente um leve ressecamento. Nada comparado a uma descoloração que seria a outra alternativa para desbotar a cor rápido além do dekapcolor.

Eu fiquei super satisfeita e feliz por existir um produto assim. Já é a terceira vez que uso! Já usei para remover umas luzes invertidas que fiz alguns anos atrás e também já usei no cabelo da minha mãe que passou do castanho escuro para um acobreado bem bonito, como podem ver aqui.

Como eu usei só na franja sobrou mais da metade da caixinha pequena e vou deixar guardado bem fechadinho, pra casa alguém precise (torço que não seja eu rs).

 

Ah, preciso mencionar que o cheiro melhorou muito!

 

Pra quem perdeu toda história eu esperei um tempo com a raiz nessa cor próxima a minha cor natural, e cerca de 20 dias depois, com muito tratamento, refiz as luzes:

Vou deixar novamente o vídeo falando do incidente até o uso do dekap:

 

-caso não abra clique aqui.

Onde encontrar: o dekapcolor já é vendido em várias perfumarias, mas caso você não encontre tem aqui nas Lojas Americanas.

Artigos Relacionados

Categorias: cabelos, Hidratação, Produtos Testados Por Bia Munstein

A gente tarda, mas não falha, né amores?? rs

Tem um tempinho que essa linha chegou por aqui, apareceu nos recebidos, vocês pediram resenha, mas confesso que por conta do excesso de danos do meu cabelo e do Diário do Cabelo descolorido, ela acabou ficando meio esquecida na fila dos produtos pra resenhar.

Mas eu nunca esqueci dos potinhos roxos da linha 3 minutos Milagrosos da Keramax e andei usando ela prap oder contar pra vocês o que achei.

Pra começar queria falar o obvio, porque vai que alguém não sabe: ela foi inspirada na linha 3 minute miracle da Aussie, super famosinha na internet e que inclusive já tivemos resenha aqui.

Agora sim, confere a descrição do fabricante:

Desenvolvido especialmente para nutrir e hidratar os cabelos, a linha Keramax Minutos Milagrosos possui em sua fórmula Aloe Australiana + Óleo de Amla + Óleo de Jojoba, que atuam diretamente na hidratação e nutrição máxima dos fios. Agora é possível ter cabelos mega hidratados e com nutrição máxima com Keramax Minutos Milagrosos.

Resenha: 3 minutos milagrosos Keramax (linha completa) Resenha: 3 minutos milagrosos Keramax (linha completa)

Eu usei assim: comecei lavando com o shampoo duas vezes, apliquei a máscara, deixei agir por 3 minutos como recomenda o fabricante -e também o nome do produto rs- enxaguei e finalizei com o leave in da linha. Como ela é nutritiva e hidratante, eu não senti a necessidade de usar o condicionador depois da máscara. Nesse caso ele deve ser usado nos dias que não for usar a máscara mesmo. Veja aqui o post sobre usar condicionador ou não para selar as cutículas.

-Falando nisso… tempo que não respondo pergunta da semana, hein? Ninguém deixa mais sugestão 🙁

Resenha: 3 minutos milagrosos Keramax (linha completa) Resenha: 3 minutos milagrosos Keramax (linha completa)

O que eu achei da linha: começando pelo shampoo ele é um pouco mais detergente do que eu gostaria, ou seja, ela lava o meeesmo e você sente o fio dar aquela trincada, sabe? Eu chamo assim quando o cabelo fica duro depois do shampoo, rs. Vocês devem saber do que estou falando…

Partindo para a máscara ela é mega emoliente, então todo embaraço do shampoo ela derrete em segundos. O cabelo fica bem molinho com ela!

Sobre o leave in o que tenho pra dizer é que ele é um pouco pesado na hidratação! Para escovar o cabelo, que foi o que fiz no dia dessas fotos, não é o mais indicado. Notem que o aspecto do cabelo é um pouco “grosso”, demonstrando que o fio está pesado. No dia seguinte absorveu quase tudo e ficou bem mais bacana, mesmo assim não usaria novamente pra deixar o cabelo liso.

Massss como já entramos na vibe do cabelo cacheado preciso dizer que foi ele usei naquele dia e ele deixa os cachinhos super macio e controlados! Muito bom pra cabelos cacheados, viu? Aliás toda linha achei mais indicado para fios cacheados mesmo, que precisam de mais peso.

 

Ah! O cheiro da linha é praticamente idêntico a versão gringa da Aussie.

 

Gostaram da resenha assim? Versão lisa, versão cacheada?? Oh eu dificultando a minha vida! hahaha

 

Avaliação geral: 3,5/5

 

Onde encontrar: em perfumarias na sua cidade e online eu vi nas lojas Americanas.

 

Ps: gostaram da minha blusinha?? Comprei na Feirinha de Itaipava aqui em Petrópolis por 29,90 numa liqui. Super recomendo a visita! Funciona sábado e domingo. Passeio super agradável!

Artigos Relacionados

Categorias: cabelos, Hidratação, Produtos Testados Por Bia Munstein

Light poo Elseve Reparação total 5

Já faz alguns dias tivemos aqui no blog resenha do  condicionador limpante da linha Vitamino Color da Loreal e hoje, atendendo a pedidos novamente, testei o light Poo da Elseve! Divisão mais popular da marca.

Pra quem não sabe do que se trata o nome condicionador limpante descreve bem! É meio aquela vibe do Dimension dois em um de 1900 e bolinha mas dessa vez sem sulfatos e petrolatos.

Vem atendendo a demanda, principalmente das cacheadas, adeptas do no-poo/low-poo.
Confere descrição do fabricante:

Cabelos danificados ou com coloração são mais sensíveis e lavagem após lavagem os fios podem ficar mais expostos aos danos e a perda da cor. Pois agora, lavar é o tratamento ideal para seus cabelos e sua cor! Os Laboratórios L’Oréal decodificaram o comportamento dos cabelos danificados e coloridos e criaram o Elseve Light-Poo Reparação 5+ Tudo em 1 de L’Oréal Paris, uma nova geração de tratamento que faz tudo em um único passo: lava, condiciona e modela, tudo isso com muito cuidado.
É tudo que o seu cabelo precisa em um único produto! Além disso, sua fórmula não possui sulfato e petrolato.


Eu usei assim: fiz igualzinho no vídeo que gravei com o Vitamino Color, vou até deixar novamente no final do post pra quem ficar curioso sobre colo ele se comporta nos fios.

Apliquei nas raízes e massageei como se fosse um shampoo, mas ele tem textura de condicionador (apesar de ser meio perolado). Repeti a aplicação do mesmo modo que faria com um shampoo comum. Como ele também é condicionador tem que passar em todo comprimento (diferente de um shampoo normal). Dessa vez só não deixei agindo como fiz com o Vitamino, só apliquei e enxaguei.

Resenha: Light Poo Elseve Reparação total 5
O que eu achei: eu recebi da assessoria da marca toda linha para testar, mas escolhi o reparação total 5 porque é a linha da Elseve que deixa meu cabelo mais bacana.

A textura dele é muito agradável e bem fácil de espalhar no cabelo, bem parecida com uma máscara de tratamento, ele desliza nos fios.
No cabelo molhado a sensação é daquele cabelo molinho, de quando termina de hidratar. No cabelo seco ele não deixou nada a desejar para um combo shampoo e  condicionador. O cabelo ficou com as raízes limpas, com brilho e as pontas satisfatoriamente macias! Aliás, deixadas de lado as teorias de qual trata mais eu achei que a aparência e textura do meu cabelo ficou melhor com esse da Elseve!

Pode ser também porque a Vitamino Color sempre foi uma linha mais suave na hidratação (tanto que nunca me empolguei em resenhar, já que não é adequada ao meu  cabelo ) e a Reparação total mais “forte”, para fios mais necessitados.

Novamente frisando que não estou levando em conta a quantidade de ativos de tratamento presente em cada uma, que implicam em benefícios a longo prazo, Só o resultado imediato mesmo.

Ambos não possuem petrolatos nem sultafos na fórmula.
Como comentei esses dias usei quando estava na praia (Porto Seguro) e achei uma ótima saída pra não ficar estressando o cabelo com shampoo. 😉

Onde encontrar: tem aqui na Época Cosméticos. (18% off através dos links do blog, exceto nos produtos em promoção e dermocosméticos)

 

Confere o vídeo do condicionador limpante Vitamino Color, com a função idêntica a esse:

Artigos Relacionados

Categorias: cabelos Por Bia Munstein

Bom dia pra você que já chegou aqui se assustando com meu cabelo! Sim, se assustando… não porque cabelo cacheado seja ruim, ou feio, mas só porque você não está acostumada me ver assim! Relaxa…

Tem gente que nem sabe que meu cabelo é cacheado, né? mea culpa

Eu não gosto muito dele assim, admito! Mas não horrorizo, não me odeio, nem me sinto “menos” quando estou com o cabelo ao natural. Questão de afinidade, sabe? A gente se entende melhor quando ele esta liso!

Mas então porque raios apareci assim na sua tela essa manhã?

Assunto do post de hoje!

Bora?

Quem me segue nas redes sociais (euvouderosa no Insta e no Face) sabe que estive tirando uns maravilhosos dias de folga em Búzios. O balneário mais charmoso do Rio de Janeiro. Outra coisa que volto e meia respondo para alguma leitora é como faço com o cabelo na praia. Se eu molho, se eu seco, como cuido, etc… A resposta é sempre a mesma, e sempre desanimadora: eu evito AO MÁXIMO molhar por vários motivos:

 

  • Meu cabelo fica duro, embolado e ressecado com água salgada ou com cloro.
  • Ele amarela horrores!
  • Eu não consigo ficar com ele cacheado muito tempo, então se molho, acabo secando. Mais dano pro cabelo ainda.

 

Só que todos seus planos de ficar de coque e viseira na água, molhando só do ombrinho pra baixo, vão por água abaixo quando o mar resolve te dar um caldo. Meu amor, a ultima coisa que você pensa é no cabelo -pelo menos enquanto você roda em baixo da água, porque assim que me recomponho a primeira coisa que faço é lamentar a escova perdida, haha!-.

E foi isso que me aconteceu! Não foi a primeira vez, não será a ultima, e sempre levo meu secador para onde quer que eu vá por conta de todo tipo de intempéries.

Só que quando me sentei, toda faceira para consertar o estrago que o mar me fez, eis que percebo minha falha: levei meu secador MARA da Parluz, meu preferido da vida, só que na tensão 220v. A pousada era 110… (sim, de novo essa novela de secador na tensão errada, rs!). Desde que me ocorreu aquela quase tragédia em Porto Seguro de eu enfiar um secador 110 numa tomada 220, quase botar fogo no corpo e tudo mais, eu decidi que teria um bom secador 220, porque no meu banheiro também tem essa tensão. Só que me apaguei tanto a esse secador da Parlux, que normalmente me esqueço desse “detalhe” quando vou leva-lo a algum lugar…. Acontece direto.

Voltando a história do “porque não cachos?”, decidi não pedir secador emprestado na pousada e ficar com ele ao natural. Daí as fotos do post!

Como foi a experiência? Gente, vocês precisam saber que cuidar de cabelo cacheado é totalmente diferente de somente levar para escovar. Envolve técnicas, ok? Técnicas essas que domino muito bem modéstia à parte, uma vez que, diferente do que muitos acham, eu usei meu cabelo cacheado metade da minha vida!

  • Eu sei que precisa aplicar uma quantidade maior de creme para pentear
  • Que é bacana apertar com as mãos para ajudar o fio formar os cachos
  • Sei que deve evitar apertar e friccionar com toalha porque ela causa frizz
  • Papel toalha é ótimo pra secar, mas não rende e fica caro
  • Sei fazer fitagem -que nada mais é do que enrolar cada cachinho com creme, enrolando e modelando com os dedos-.

-Aliás, Senhor! Como eu já vi fazerem isso na cabeças das crianças na minha época e tanta gente por aí achando que é novidade da internet, rs.

Também fiz “no poo” em boa parte da minha adolescência, muito antes de internet existir.

Só que hoje por causa do excesso de descoloração e escovação, ele não forma muito bem os cachos. Fica com esse visual mais para frisado, estilo”Shakira”.

Enfim, na vida real eu não uso meu cabelo cacheado por diversos fatores, mas nenhum deles envolve eu não saber como cuidar. 😉

Foto do dia anterior, quando lavei com shampoo (cachos mais soltos e macios)

No dia seguinte quando acordei precisava tomar uma decisão: molhar a frente e prender (pelo amor, isso não! rs muito minha época de sofrimento na escola rs) ou lavar novamente e aplicar mais creme.

Optei por lavar -na verdade só molhar, sem passar shampoo de novo- e o resultado é o que veem no post. No dia anterior estava mais bonito, com cachos mais soltinhos, porque que realmente tinha lavado, mas não quis passar shampoo de novo.

Saí confiante e segura de mim como sempre, porque não é meu cabelo que me define! <3

 

Como esse post eu concluo uma coisa: E não, não é que “sou corajosa” como comentaram nas redes. Eu não preciso de coragem pra usar meu cabelo da forma que ele é! Coragem a gente precisa para  enfrentar e viver a vida.

 

Concluo apenas que tenho muito mais a contribuir com vocês do que só fazer resenha de produtos!

 

O que vocês acham de começarmos a explorar esse meu lado cacheada?

 

Artigos Relacionados

"Dedico o trabalho neste blog, assim como toda a minha vida ao nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo, que vive e Reina para todo o sempre. Amém!"