Categorias: cabelos, desamarelador, Loiras, Produtos Testados Por Bia Munstein

img_8523

A linha dessa semana vai agradar as ansiosas por produtos BBB: Louro Absoluto Niely Gold!

Eu recebi essa linha matizadora da Niely Gold já tem um tempinho mas só agora consegui testar pra vocês!

Desde o início fiquei curiosa porque vi que ela tinha grande potencial! Parecia super pigmentada além de muito cheirosa! Meu único medo era que ela ressecasse os fios… será que surpreendeu? Veremos na resenha de hoje!

Confere a descrição do fabricante:

sua fórmula de dupla ação desamarela e matiza ao mesmo tempo em que recupera os fios danificados pelos processos de coloração ou descoloração.

img_8741 img_8739 img_8744

Eu usei assim: lavei o cabelo duas vezes com o shampoo, deixando agir por 5 minutos na segunda aplicação (use com um shampoo comum na primeira lavagem se preferir). Retirado o excesso de água dos fios, apliquei a máscara, procurando cobrir bem todos os fios, até por dentro do cabelo. Espalhei com o pente e deixei agindo por 10 minutos como recomenda o fabricante. Enxaguei bem, passei um condicionador comum só para selar as cutículas, enxaguei novamente e seguei como de costume.

img_8505-horzCabelo antes da lavagem com os produtos do post! (eu estava com óleo de coco nos fios). Notem o amarelamento.

img_8548-horz img_8550

O que eu achei: quero começar falando do cheiro que é maravilhoso! Cheiro de perfume masculino, estilo Grey da Loreal. O shampoo também tem a cor bem parecida com ele. Só que embora pareça muito pigmentado quem realmente é mais pigmentada e a máscara! Não que o shampoo não seja, mas ele não é do tipo que acinzentada logo de primeira, por isso pode ser usado mais vezes na semana. Eu diria que ele é mais “desamarelador” do que matizador.

A máscara por sua vez é bem pigmentada e deixa o cabelo acinzentado/desamarelado já na primeira aplicação! Eu temi um pouco no início com medo que ficasse cinza demais, porque ela é bem escura meeeesmo, porem a pigmentação não é na mesma intensidade. Ela é bem pigmentada mas de forma boa, porque não chumba.

Com 10 minutos o cabelo não chumbou nem ficou cinza demais!

Outro ponto positivo foi o fato de nem o shampoo nem a máscara terem deixado o cabelo áspero ou ressecado! Muito pelo contrário, o cabelo ficou super macio. Tudo bem que o condicionador que eu usei pra finalizar só ótimo, aquele da Senscience que resenhei aqui, mas se a linha tivesse deixado o cabelo “ruim” ele não ia conseguir salvar.

Falando nisso eu usei o condicionador porque, como expliquei no vídeo, produtos matizadores costumam ter PH mais alto, pro pigmento penetrar no fio, então é interessante o condicionador pra selar as cutículas no final.

Linha aprovadíssima!

 

Avaliação:

  • Brilho: 5/5
  • Sedosidade: 4,5/5
  • Maciez: 5/5
  • Tratamento: 4/5
  • Visão geral: 4,5/5
  • Usaria novamente? com certeza!

 

Ps: a pedido de vocês estou considerando voltar com as notas. Quais quesitos eu deveria levar em conta? Talvez devam ser quesitos diferentes para cada tipo de produto, o que acham? tipo critérios diferentes para shampoo, máscara de tratamento, produtos matizadores… afinal esperamos coisas diferentes de cada um, certo? Aceito sugestões!

 

Agora deixo com vocês o vídeo da aplicação dessa linha. Espero que gostem!

Artigos Relacionados

Categorias: cabelos, Loiras Por Bia Munstein

img_8531

Eu tenho uma história longa para contar pra vocês e confesso que nem sei muito bem por onde começar… acho que pelo título seria bom porque já dá o tom, né?

Então lá vai: o dia em que eu quase fiquei morena!

Eu fiz uma caca tão grande no meu cabelo, numa sucessão de erros tão bizarros, com resultados tão inacreditáveis, que realmente  faltou pouco pra eu perder a paciência e pintar tudo de preto. Fui fazer o “esfumado” na raiz que falei no post do retoque e acabei com o cabelo todo manchado…

Vamos do começo pra todo mundo entender?img_0620cabelo “antes” com o Retoque contour 

img_6560-horz

O cabelo ficou bom no dia do retoque, mas que mais estava me incomodando no meu retoque “contour” era essa visão de cima, com essas mechas bem no estilo Vampira do X-Man. Como meu fundo é escuro acho que essas mechas mais largas não ornaram e no cabelo mais sujo ficavam muito marcadas.

Então além de resolver o problema do dourado que deu no início das mechas -e nem incomodava tanto- eu queria suavizar essa transição do loiro para o castanho.

A ideia era simples: tonalizante no tom do fio, aplicado muito cuidadosamente, somente nessa divisão.

Lembrei que o Gil tinha aplicado Color touch 5 na época daquelas manchas, lembram? -pode ir clicando nos links pra ler depois que abre tudo em outra aba- Fui na perfumaria e pedi o produto. Quando vi o preço achei meio caro 40 reais por um tonalizante e uma ox de 10 e perguntei se tinha outro similar, afinal eu não ia usar nem metade da metade, era só um dedinho da franja (meu primeiro e pior erro foi ser pão dura). Ela falou pra levar da Aquaflora SÓ QUE na cor 06 porque a marca era mais “escura” e tinha que ser sempre um tom abaixo. Acreditei e troquei o tom (segundo erro).

Apliquei bonitinho, somente no encontro da descoloração e deixei agir. Até gravei porque queria mostrar tudo pra vocês. Só que minha raiz ficou MARROM! Não sei o que houve, mas um tonalizante teve o poder de abrir minha raiz pro marrom, provando que a troca do tom foi uma completa furada! (essa etapa eu não fotografei, sorry…)

Meu terceiro erro/ ou onde a vaca foi pro brejo: eu já tinha visto várias dicas na internet de consertar manchas em cabelo loiro e até mesmo matizar com tinta preta. Aposto que vocês também já viram… Eu sempre ganho tinta das assessorias de imprensa então eu tinha uma tinta preta nº2 a mão. A genia pensou: vou dar um susto com tinta preta, só para quebrar esse marrom. Aplico só onde esta aparecendo (onde eu parto o cabelo) deixo alguns segundo e tiro. Nem vai doer! hahaha como eu estava enganada! Doeu até na alma.

img_8492

O cabelo ficou LARANJA! Alguém me explica isso peloamor? No instante que apliquei já ficou laranja, aí eu não sabia se tirava ou se deixava, mas a m* já estava feita, deixei um minuto pra ver no que dava. Pois a tinta foi infiltrando pela mecha loira e chegou laranja até quase a metade do cabelo. Aí não aguentei esperar mais nada e tirei.

Claro que não saiu lavando, ficou laranja… E sem falar que como era uma tina com amônia -não era tonalizante- irritou meu couro cabeludo.

Nesse ponto eu confesso que os olhos já estavam marejados e eu desejando estar num sonho.. foi tudo muito rápido e eu não conseguia entender bem como eu tinha chegado naquele laranja florescente, que só fazia vir na minha na cabeça aquelas lesmas horrorosas. (Ecaaaa! Pavor dessa lesma, tenho uma história horrível com ela).
Quarto erro: Meu marido estava na rua e eu liguei pedindo pra ele trazer uma color touch pra eu pintar tudo de preto. Nessa hora o cabelo estava tão aceso que eu achei que o 5 não cobriria, então pedi pra ele trazer o 4.

img_8424 img_8428

o cabelo estava todo manchado, com um lado laranja, o outro marrom, luzes encardidas, eu não sabia o que fazer… passei o 4, só na franja, tentando preservar o máximo que desse de loiro. Deixei uns 10 minutos e tirei porque estava ficando PRETO! E ficou mesmo… ficou super escuro, mas deu pra encarar o parentes no natal. (é amiga, era natal! Segura essa! rs).

O cabelo estava uma caca disfarçada, não havia mais o retoque na franja, e eu passei o natal sensualizando de mamãe noel (só na toquinha vermelha).
Como comecei a consertar tudo: Aqui eu simplesmente poderia ter cometido mais um série de erros, mas eu queria muito consertar a caca que eu mesma tinha feito. Tive vários impulsos de correr pro Gil, mas eu me senti envergonhada. Como assim uma pessoa que indiretamente trabalha com cabelo, consegue fazer uma trapalhada dessas? Eu tinha que ajeitar, era questão de honra!

Sem falar que chegando lá, muito provavelmente, ele ou iria fazer luzes por cima e eu ia continuar com aquele fundão mega preto na franja, ou ele ia fazer decapagem e pintar de novo. -medo de decapagem-

Colocando minha cabecinha metade loira/metade morena pra funcionar eu decidi usar o dekapcolor, fazer o cabelo voltar ao marrom lá do inicio do tonalizante 6 -porque o cabelo abriu o tom, ele nunca ia voltar a cor natural- e depois tonalizar novamente com a cor certa.

img_8493

Foram duas aplicações do dekapcolor e o resultado foi esse que vocês veem acima. Saiu todo “preto” e ficou esse acobreado aí. Eu quase deixei assim e fui pro Gil, o medo era enorme, mas eu sabia que ele ia simplesmente tonalizar com 5 e pedir pra eu voltar outro dia para as luzes. (foi assim da outra vez, ele não descoloriu onde tinha tonalizante). Então eu respirei fundo e decidi fazer eu mesma essa parte da tonalização.

img_8632

Pensei: eu tenho um tonalizante tom 6 e um tom 4. Juntando os dois em proporções iguais a gente faz um tom 5. Só que melhor ainda: como meu cabelo fica entre um 6 e um 5 eu poderia fazer um 6,5. hehe Coloquei um pouco menos de 4 na mistura, em vez de fazer 1:1, só para escurecer um pouco o marrom do 6.

img_8533-horzNotem que agora o cabelo esta mais claro por baixo e mais escuro por cima

img_8556img_8531(favor não reparar nos cabelos brancos. Grata!)

A cor ficou bem próxima do meu tom natural, muito próxima mesmo, acho que pra ficar perfeita eu teria que ter colocado um tico a menos de 4 na mistura. Mas como sabemos essa cor vai desbotar com as lavagens… 

Isso pra mim é a pior parte. Saber que só vou me livrar disso quando cortar todo essa parte tingida. A parte tonalizada sempre vai abrir diferente na descoloração, sempre vai desbotar, enfim… essa coisa de tinta escura em cabelo loiro é quase uma maldição.

Sempre que vejo na internet os profissionais botando tinta “da cor da raiz” pra esfumar o cabelo ou cobrir mancha já ficou imaginando o que a pessoa vai passar depois quando começar desbotar.

Agora meu retoque na franja praticamente que sumiu, ainda tem um pouco de marrom ali no meio, mas eu preferi não ir muito com o tonalizante pra baixo porque daqui uns dias eu vou retocar as luzes em todo cabelo. Vou esperar só o cabelo se recuperar e vou no salão (no mínimo uns 20 dias).

E pra finalizar é isso pessoal! Por isso eu sempre corri de esfumar a raiz cabelo, sempre tento fazer as luzes bem feitas, com um excelente descolorante, pra ficar só o cabelo natural e o descolorido, sem nada de tinta ou tonalizante. (mesmo sabendo que o problema maior foram os erros todos que aconteceram, mesmo só esfumando certinho depois ia desbotar).

 

Muito decepcionadas comigo? Eu estava morrendo de medo -e também de vergonha- de contar pra vocês o aconteceu. Estou até agora sem acreditar nisso tudo que passei, rs!

 

Quem quiser conferir “em movimento” deixo o vídeo abaixo:

Artigos Relacionados

Categorias: cabelos, Loiras Por Bia Munstein

img_0643

Tratamento “pós alguma coisa imediato” parece coisa de cirurgia, né? haha Mas o que quis dizer com o título foi “tratamento que fiz no dia que retoquei as luzes”.

No post de ontem vocês conferiram meu retoque usando a tecnica contour e hoje vou pagar a promessa de especificar os produtos que usei no tratamento do fio e da cor que sei que muitas ficam curiosas, mas não deu pra colocar tudo no mesmo post. Assim separado fica mais arrumadinho e bem explicado.

Vamos lá…

img_8387 Desamarelando o loiro com shampoo roxo: o que tenho usado

Vou começar falando da cor: vocês sempre me perguntam o que eu uso para matizar o cabelo após as luzes, se eu uso tonalizante, tinta, corretor, etc… como o descolorante que eu uso é mara, e ele abre maravilhosamente bem o tom, eu não sinto necessidade de usar tonalizante nem nada do tipo, até já usei uma vez e não sinto diferença alguma no amarelamento posterior do fio -ele evolui da mesma forma-. Na verdade só senti o cabelo mais ressecado, mas isso também pode ter sido do descolorante que foi usado no salão nesse dia.

Então sem mais delongas o que eu uso para matizar o cabelo tanto no pós luzes imediato, quanto no decorrer da vida, é shampoo matizador! Pode ser que um dia eu me entregue a algum tonalizante, mas confesso que tenho medo de acinzentar demais o cabelo ou até mesmo alterar o tom da raiz… O shampoo usado no dia foi esse da foto: o silver da linha Color Freeze. Tivemos post completinho sobre ele semana passada, com aplicação em video inclusive.

 

img_8371

Agora falando em tratamento vocês sabem que antes das luzes, para dar aquela força pro fio, eu usei o CPR da Senscience, então pra ficar combinandinho, e também porque eu amo, usei a máscara Inner Restore da mesma marca. A minha ainda tem embalagem antiga, a cor do frasco agora é vinho, mas ao que me consta a fórmula não mudou, então vale o mesmo para a nova. É mara, simplesmente! Ela é hidratante com leve toque reconstrutor. Dependendo de como anda meu cabelo eu sinto mais ou menos esse “toque”. De toda forma sempre amo o resultado dessa bichinha. Não pesa, dá brilho, deixa super macio, etc… sem falar na qualidade dos laboratórios Shisheido, que passa aquela confiança.

img_8383

Na secagem usei o leave in protetor térmico, também da Senscience, que é o Perfect Smooth. Eu não sou obcecada por usar produtos da mesma marca, mas as vezes gosto de fazer parzinho -não é suuuper essencial, mas eles costumam ter mais afinidade-.

 

O cabelo ficou com uma textura MARA!

 

E foi isso! Escolhi bem os produtos ou vocês teriam feito diferente?

 

Onde encontrar os produtos: Shampoo silver aqui, máscara inner Restore aqui e leave in Perfect Smooht aqui.

Artigos Relacionados

Categorias: cabelos, Loiras, Retoque de luzes Por Bia Munstein

img_0632

Quem me segue nas redes sociais já sabia, mas pra quem só me acompanha aqui pelo blog aí vai: retocamos as luzes!

Aproveitando o gancho -que criei propositalmente, rs- me segue lá:

Ainda pelas redes sociais comentei com as meninas que queria retocar o cabelo bem pouco, porque como todo mundo tem notado e me jogado na cara meu cabelo não anda lá grandes coisas! hehe Vez ou outra meu cabelo fica assim e creio que acontece com vocês também. Do nada ele perde a “vontade de viver”, fica opaco, quebradiço, etc…

Também não é pra menos, mesmo tratando MUITO ele sofre com as constante escovas e descolorações.

Então eu tinha duas opções: retocar só o topo ou me aventurar na técnica contour. Pelo título do post vocês já sabem qual escolhi. 😉

Vem conferir:

img_0593-horzimg_0596-horzAntes e depois da técnica contour 

Deu uma iluminada boa, né?

Eu sinto vergonha de chamar isso de “técnica” porque de técnica não tive nada! Foi um desespero como sempre que invento de fazer descoloração no meu cabelo sozinha. rs Gente, não nasci pra isso! A vista chega ficar embaçada de nervoso.. meu negócio e tratamento mesmo! rs

img_6149-horz

Como eu fiz: a ideia do contour é somente contornar o rosto com a descoloração, só na frente e laterais mesmo. Várias leitoras já haviam me sugerido fazer isso aqui no blog.

-O que eu fiz foi pegar uma mecha de cada lado na nuca, uma mecha em cada lateral -próximas ao rosto- e uma mecha na franja. Cada mecha teve uma camada de cabelo na frente, para dar naturalidade e não ficar marcado. Tipo um véu de cabelo. As mechas da nuca e das laterais foram feitas na diagonal. Todas com distancia da raiz pra evitar manchas! 

-Essas mechas tiveram a largura de uns 4 dedos e dois dedos de espessura, isso porque cada uma seria descolorida em duas sessões, ou seja, em cada mecha dessa foram feitas duas sessões de luzes. Fiz no papel, mechas grossas -o que resultou em duas costuras só, com o meio sem aplicar descolorante-.

Fiz a mistura de 1:2 (uma medida de descolorante para duas de ox) e deixei agindo por 50 minutos. O descolorante que usei foi o Blonde Me da Scharzkopf e a ox de 30 da mesma linha.

img_0624 img_0620 img_0637-horzimg_0632

O que eu achei: pra começar vou falar porque não retoquei o topo como já fiz tantas vezes… meu cabelo esta muito quebrado justamente na parte de cima, onde o cabelo é mais retocado, seja fazendo o cabelo todo, seja fazendo só o topo. Então como era justamente essa parte que eu queria preservar fazer só o topo não era uma boa ideia.

Fazer a técnica contour é bacana porque o rosto fica iluminado e quem te vê de frente não tem a impressão daquele cabelo precisando de retoque que fica quando você esta há muito tempo sem retocar as luzes, mas claro que ele também tem suas desvantagens! Quando a gente abaixa a cabeça a “coroa” está lá toda escura e só aquela mecha na frente, bem ao estilo Vampira do X-Man. Aí vale cada um pesar os prós e os contras…

Manchas e marcas: como eu puxei mechas grossas inevitavelmente aconteceu de dar aquela marca na raiz, super dourada, sabe? Observe as fotos que dá pra ver bem. Quem é loira percebe na hora, rs. (mas a mecha véu na frente, ajuda muito a disfarçar! Sempre faça essa mecha!)

Como esta me incomodando muito e vou dar uma esfumada com tonalizante (assunto para um próximo post).

Manchar só manchou na nuca porque a mecha ficou muito grossa e o descolorante não penetrou bem no meio -eu estava apoiando na plaquete-. Então já sabe: aplique o descolorante dos dois lados!

Apesar de tudo até que gostei bastante do resultado e pretendo ficar assim por pelo menos mais uns 3 meses, dando o maior descanso possível para as partes mais danificadas. Essa semana ainda vou fazer post com o tratamento que fiz no dia. (Já fiz! Clique aqui para ver.) 

Fazer descoloração em casa não é uma coisa que eu recomende caso você não tenha experiência! Parece fácil, mas é estressante, principalmente próximo a raiz! Gostou de ideia de fazer só o contorno? Procure um salão e peça a técnica! É mais seguro 😉

Onde encontrar os produtos: O descolorante e a ox  Blonde Me tem aqui na Ilha da Beleza.  O meu descolorante é o premiun lift, que abre até 9 tons, e a ox é de 30. São meus preferidos da vida! A loja me deu um cupom de desconto pra quem quiser comprar: EUVOUDEROSA  para 5% off.

Confira a resenha em vídeo se preferir:

Ps: essas fotos do cabelo foram as primeiras com a lente nova. Ficou melhor?

Artigos Relacionados

Categorias: cabelos, desamarelador, Loiras Por Bia Munstein

img_10514

Uma pergunta que vocês sempre me fazem é “qual shampoo matizador/desamarelador estou usando”.

Minha resposta é quase sempre que uso vários, principalmente por conta das resenhas do blog, mas confesso que ultimamente ando apegada a um e resolvi fazer um post dedicado a ele, mostrando inclusive, como faço a aplicação em vídeo.

Silver shampoo Color Freeze Bonacure Schwarzkopf

É, o nome é comprido, rs!

Ele vem com 250ml, rende muito, e a embalagem é super fofa. O meu é aqui da Beleza na Web. (a embalagem mudou)

Confere a descrição:

Shampoo para cabelos coloridos, com mechas, luzes em tons frios ou brancos. O Shwarzkopf Bonacure Color Freeze Silver Shampoo limpa os fios e o couro cabeludo, preserva e revitaliza os tons frios do cabelo com pigmentos em sua fórmula. Neutraliza tonalidades amareladas ou alaranjadas indesejadas enquanto dá brilho e ilumina a cor.

 

Desamarelando o loiro com shampoo roxo: o que tenho usado Desamarelando o loiro com shampoo roxo: o que tenho usado Desamarelando o loiro com shampoo roxo: o que tenho usadoResultado imediato nos fios (não é antes e depois)

Desamarelando o loiro com shampoo roxo: o que tenho usadoAmo muito! <3

O que eu achei: Eu já fiz resenha completíssima dele aqui no blog, ma vou deixar novamente a parte onde falo o que achei dele:

“primeiramente amei o cheiro! Outro aspecto legal é ele não deixar o cabelo ressecado. É um shampoo suave e não senti agressão aos fios. Minha mão ficou roxa depois de tirar a amostra da foto e isso indica que ele é bem pigmentado. O poder de matização e desamarelamento no cabelo eu diria que é de médio a forte e funciona de modo progressivo, ou seja, quanto mais você usa mais ele ajuda com a cor. Sobre o fato de ser “medio” quer dizer que não é o tipo de produto que acinzenta o cabelo na primeira utilização -e eu gosto disso, prefiro assim-, é mais indicado para desamarelar e não acho que vá funcionar tão bem com cabelos muito alarajandos.

Achei um ótimo shampoo para cabelos loiros e vou dar nota máxima porque não vi nada de negativo nele!

 

Agora confere o vídeo com aplicação e resultado do shampoo:

 

Onde encontrar: tem aqui na Beleza na Web, lá você também pode ver que as opiniões das compradoras foram bem favoráveis a ele.

 

Artigos Relacionados

Categorias: cabelos, Loiras Por Bia Munstein

diario do cabelo descolorido

Oi amores,

Um tempo atrás eu tinha o hábito de fazer com vocês o diário do cabelo descolorido. Pra quem não lembra ou não pegou essa fase, foi um período onde eu mostrei pra vocês todos os tratamentos que fiz para recuperar meus fios após um intensa descoloração que fiz na época (foi entre final de 2014 até meados de 2015).

 

O resultado foi ótimo e meu cabelo viveu uma das suas melhores fases!

 

Como os posts foram sendo postados em intervalo de tempo e sem uma tag específica, acabaram ficando difíceis de encontrar… então decidi montar esse post com a “trilha” do diário do cabelo descolorido, na ordem em que fui fazendo para facilitar pra vocês! (até hoje muito gente me pergunta por esses posts e sei que a busca aqui do blog nem sempre retorna bons resultados).

Então vamos começar:

IMG_0618

No primeiro post eu mostrei o cabelo novo, bem mais claro, que eu mesma tinha descolorido em casa. Expliquei um pouquinho como fiz e mostrei todos os produtos usados, incluindo o primeiro tratamento. Clique aqui para ver.

diario do cabelo descolorido

No segundo post, começamos de fato o Diário do cabelo descolorido, onde mostrei o primeiro tratamento forte que fiz após a descoloração. Clique aqui.

IMG_0604

O terceiro tratamento foi focado na nutrição! Detalhei todo processo aqui.

cats

Na quarta etapa do processo decidi fazer uma reconstrução ácida, que é um dos meus tratamentos favoritos. Mostrei tudo aqui.

IMG_6746

E finalmente no último tratamento intensivo, desse retoque que fiz na época, foram uma série de três nutrições seguidas e finalizei com uma reconstrução simples. Veja tudo aqui. (esse post relatou, na verdade, três tratamentos)

 

Esse foi meu primeiro ciclo de diário do cabelo descolorido. Durou cerca de dois meses e o cabelo ficou ótimo no fim de tudo. Depois desse período mantive meus tratamentos normais, porque quem tem cabelo danificado deve saber que o cuidado nunca deve parar.

 

Acho que o tratamento de cabelos muito danificados não tem receita de bolo, eu fui fazendo os tratamentos que achei que eram necessários na época, sem seguir rituais ou cronogramas, fui observando o cabelo e fazendo o que eu achava que devia fazer, baseado na minha experiência.

 

Funciona muito bem pra mim, mas não quer dizer que será perfeito pra você. A minha dica é sempre observar a reação do cabelo! Passou uma máscara reconstrutora e o cabelo ficou áspero, seco, volumoso, com aspecto feio: ou seu cabelo não “gostou” daquele produto específico, ou não estava precisando de reconstrução ou você já fez várias e ele esta pedindo um pausa.

Tudo é observação!

 

Pra finalizar vou deixar outros posts de Diário do cabelo descolorido que fiz em alguns outros retoques, porque acho que são tratamentos muito interessantes:

 

Ah, só uma última observação: eu chamei esse tratamento de “diário do cabelo descolorido” porque meu cabelo é descolorido, mas são tratamentos indicados para todo cabelo muito danificado, não importa a cor ou a química. Eu acabei até mudando o nome da tag um tempo depois para diário do cabelo danificado.

 

Artigos Relacionados

"Dedico o trabalho neste blog, assim como toda a minha vida ao nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo, que vive e Reina para todo o sempre. Amém!"