Categorias: cabelos, Loiras, Retoque de luzes Por Bia Munstein

img_0632

Quem me segue nas redes sociais já sabia, mas pra quem só me acompanha aqui pelo blog aí vai: retocamos as luzes!

Aproveitando o gancho -que criei propositalmente, rs- me segue lá:

Ainda pelas redes sociais comentei com as meninas que queria retocar o cabelo bem pouco, porque como todo mundo tem notado e me jogado na cara meu cabelo não anda lá grandes coisas! hehe Vez ou outra meu cabelo fica assim e creio que acontece com vocês também. Do nada ele perde a “vontade de viver”, fica opaco, quebradiço, etc…

Também não é pra menos, mesmo tratando MUITO ele sofre com as constante escovas e descolorações.

Então eu tinha duas opções: retocar só o topo ou me aventurar na técnica contour. Pelo título do post vocês já sabem qual escolhi. 😉

Vem conferir:

img_0593-horzimg_0596-horzAntes e depois da técnica contour 

Deu uma iluminada boa, né?

Eu sinto vergonha de chamar isso de “técnica” porque de técnica não tive nada! Foi um desespero como sempre que invento de fazer descoloração no meu cabelo sozinha. rs Gente, não nasci pra isso! A vista chega ficar embaçada de nervoso.. meu negócio e tratamento mesmo! rs

img_6149-horz

Como eu fiz: a ideia do contour é somente contornar o rosto com a descoloração, só na frente e laterais mesmo. Várias leitoras já haviam me sugerido fazer isso aqui no blog.

-O que eu fiz foi pegar uma mecha de cada lado na nuca, uma mecha em cada lateral -próximas ao rosto- e uma mecha na franja. Cada mecha teve uma camada de cabelo na frente, para dar naturalidade e não ficar marcado. Tipo um véu de cabelo. As mechas da nuca e das laterais foram feitas na diagonal. Todas com distancia da raiz pra evitar manchas! 

-Essas mechas tiveram a largura de uns 4 dedos e dois dedos de espessura, isso porque cada uma seria descolorida em duas sessões, ou seja, em cada mecha dessa foram feitas duas sessões de luzes. Fiz no papel, mechas grossas -o que resultou em duas costuras só, com o meio sem aplicar descolorante-.

Fiz a mistura de 1:2 (uma medida de descolorante para duas de ox) e deixei agindo por 50 minutos. O descolorante que usei foi o Blonde Me da Scharzkopf e a ox de 30 da mesma linha.

img_0624 img_0620 img_0637-horzimg_0632

O que eu achei: pra começar vou falar porque não retoquei o topo como já fiz tantas vezes… meu cabelo esta muito quebrado justamente na parte de cima, onde o cabelo é mais retocado, seja fazendo o cabelo todo, seja fazendo só o topo. Então como era justamente essa parte que eu queria preservar fazer só o topo não era uma boa ideia.

Fazer a técnica contour é bacana porque o rosto fica iluminado e quem te vê de frente não tem a impressão daquele cabelo precisando de retoque que fica quando você esta há muito tempo sem retocar as luzes, mas claro que ele também tem suas desvantagens! Quando a gente abaixa a cabeça a “coroa” está lá toda escura e só aquela mecha na frente, bem ao estilo Vampira do X-Man. Aí vale cada um pesar os prós e os contras…

Manchas e marcas: como eu puxei mechas grossas inevitavelmente aconteceu de dar aquela marca na raiz, super dourada, sabe? Observe as fotos que dá pra ver bem. Quem é loira percebe na hora, rs. (mas a mecha véu na frente, ajuda muito a disfarçar! Sempre faça essa mecha!)

Como esta me incomodando muito e vou dar uma esfumada com tonalizante (assunto para um próximo post).

Manchar só manchou na nuca porque a mecha ficou muito grossa e o descolorante não penetrou bem no meio -eu estava apoiando na plaquete-. Então já sabe: aplique o descolorante dos dois lados!

Apesar de tudo até que gostei bastante do resultado e pretendo ficar assim por pelo menos mais uns 3 meses, dando o maior descanso possível para as partes mais danificadas. Essa semana ainda vou fazer post com o tratamento que fiz no dia. (Já fiz! Clique aqui para ver.) 

Fazer descoloração em casa não é uma coisa que eu recomende caso você não tenha experiência! Parece fácil, mas é estressante, principalmente próximo a raiz! Gostou de ideia de fazer só o contorno? Procure um salão e peça a técnica! É mais seguro 😉

Onde encontrar os produtos: O descolorante e a ox  Blonde Me tem aqui na Ilha da Beleza.  O meu descolorante é o premiun lift, que abre até 9 tons, e a ox é de 30. São meus preferidos da vida! A loja me deu um cupom de desconto pra quem quiser comprar: EUVOUDEROSA  para 5% off.

Confira a resenha em vídeo se preferir:

Ps: essas fotos do cabelo foram as primeiras com a lente nova. Ficou melhor?

Artigos Relacionados

Categorias: cabelos, Loiras, Retoque de luzes Por Bia Munstein

IMG_0107

Luzes retocadas!

Desde aquele último incidente que tive com meu cabelo, onde sofri algumas manchas durante o retoque e precisei descolorir o cabelo duas vezes num intervalo de um dia, que quis esperar bastante pra retocar novamente.

Mas aí que 4 meses se passaram e eu não estava aguentando mais aquela estrada de 4 dedos de cabelo escuro passando na minha cabeça e resolvi que era hora de retocar, mesmo que fosse algo bem sutil. Então veio a dúvida: fazer em casa na touca, ou no salão no papel?

Escolhi fazer em casa dessa vez porque queria fazer minha baguncinha de sempre, clarear mais umas partes do que outras e isso na touca acaba sendo mais fácil.

Como a parte de trás do cabelo tinha sido tingida de castanho da última vez pra cobrir as manchas, essa área estava bem escura e precisando descolorir mais. Já na parte de cima do cabelo os fios já estavam bem loiros e também muito sensibilizados.

IMG_9382

Produto usados, na ordem de utilização:

  1. Descolorante Blonde Me Premiun Lift que abre até 9 tons (tem aqui)
  2. Água oxigenada de 30 da mesma linha (tem aqui)
  3. Shampoo pH acid balance blonde Me (tem aqui, ainda vou fazer resenha dele, mas gostei muito)
  4. Shampoo Grey Loreal usado na matização por 10 minutos (tem aqui)
  5. Penetraitt Sebastian para reconstruir os fios (tem aqui)

Pois bem, touca na cabeça começamos a puxar os tufos (meu marido sempre me ajuda). Na parte de cima eu puxei mechas finíssimas porque só queria disfarçar aquela raiz pretona, e na parte de trás puxamos mechas grossas pra descolorir bem (cuidando para que a primeira camada do cabelo, o topo, ficasse todo igual, então puxei mechas finas nessa parte também, fazendo todo topo do cabelo com mechas finas).

Apliquei o descolorante até metade do cabelo, pra não dar aquela divisão, e deixei agindo por 30 minutos. Aí puxei até as pontas que estavam muito amarelas e oxidadas e deixei mais 30 minutos (menos do que isso minhas pontas não abrem, infelizmente).

No total fiquei 1 hora com descolorante nos fios e apesar do dia estar mega frio eu achei que abriu bem. A Swcharzkopf não recomenda, mas sempre coloco papel alumínio pra ajudar clarear mais rápido, ainda mais num dia tão frio.

A mistura eu sempre faço na proporção 1:1,5 (uma medida de descolorante para 1 e meia de ox), mas dessa vez acho que deveria ter enchido mais a medida de descolorante porque ficou mais mole que de costume (na foto está com a textura ideal).

IMG_0080-horz IMG_0099-horzE ficou assim…

Resultado final: cumpri meu objetivo que era disfarçar a raiz, mas confesso que não foi meu retoque preferido… Como eu puxei tufos muito fininhos em cima o cabelo ficou meio “frizado” nessa parte, sei que com os tratamentos vai melhorar, mas está me incomodando. Outra coisa que aconteceu por conta disso foi o descolorante ter vazado um tico em algumas partes nessa área, manchando levemente algumas mechas. Aqui a dica e anotação mental é fazer a mistura um pouco mais grossa e tentar não apertar a touca enquanto o descolorante age 🙁 mas felizmente foi no meio da cabeça e como só uso o cabelo de lado não se nota. Se me incomodar é só “pingar” um tonalizante loiro escuro na manchinha, mas quero evitar fazer isso porque na descoloração seguinte a cor costuma ficar meio alaranjada nessa parte com tonalizante.

Sobre a saúde do cabelo algumas mechas ficaram levemente elásticas (como de costume hehe), mas não foram danos graves.

Novamente, entre mortos e feridos salvaram-se todos, rs!

Pra quem ainda não viu esse vídeo ~tenso~ onde eu mostro um dos meus primeiros retoques em casa, pega a pipoca e vem se divertir com o desespero da pessoa (não sei como meu cabelo não caiu nesse dia hahaha):

Agora segura na minha mão e vem tratar esse cabelo!

(amores meus, estou em Tiradentes-MG tirando uma folguinha! Teremos posts normalmente, mas se quiser pode me acompanhar de pertinho no meu Instagram @euvouderosa ou aqui no Facebook)

Artigos Relacionados

Categorias: cabelos, Loiras, Retoque de luzes Por Bia Munstein

IMG_10235

Bom dia, pessoas do meu coração!

Gente, quem não me segue nas redes sociais perde muita coisa, hein? Hoje venho com uma noticia que era bomba e graças a Deus já virou lição aprendida.

MANCHARAM MEU CABELO! Mas já consertamos hehe

Quem me segue no Instagram (@euvouderosa) e quem me segue no pela página do blog no Facebook sabe que vivi momentos de aflição na semana passada. Fui eu, linda e loira, retocar minhas luzes e no final saí com meu cabelinho todo manchado. 

Vamos a historinha pra vocês entenderem o que houve como resolvemos:

IMG_10255 IMG_10239Cabelo pronto, depois do susto

O que aconteceu com meu cabelo e porque: Já tinha quase 3 meses desde o último retoque que fiz na touca, fiz post sobre ele aqui. Na época puxamos bem poucas mechas, então minha raiz já estava pretona novamente. Dessa vez decidi fazer o retoque no papel porque minhas pontas estavam muito frágeis pra ficar sendo puxadas na touca e também porque queria um retoque pegando mais onde estava escuro, e na touca a gente pega muito aleatoriamente as mechas.

A pessoa que fez esses dois retoques é cabeleireira e como deu tudo certo na última vez peguei confiança.

Ia tudo bem quando o cabelo de trás começou ficar boa e em vez de lavar ela começou retirar o papel e limpar as mechas com toalha úmida! Na mesma hora eu questionei e disse que era melhor lavar. Ela insistiu que não havia problema. Por 3 VEZES eu sugeri que lavássemos, sem sucesso.

Quando o cabelo já estava quase finalizado ela notou que a parte de trás estava toda manchada. O que eu imagino que houve é que ficou resíduo de descolorante nas mechas e acabou manchando todo cabelo. Isso porque quando ela foi retirando o papel o cabelo ainda estava sem manchas.

Eu não briguei, não chorei -na hora- apenas me retirei e falei que precisaria procurar outro profissional para corrigir o problema -não quis deixar ela corrigir não-.

Quando cheguei em casa, de cabelo molhado, e meu marido perguntou o que havia acontecido, aí sim eu chorei muito!! Mas em 5 minutos me recuperei, respirei fundo, falei pra mim mesmo que “era só um cabelo” e fui fazer uma reconstrução (não pensei em tacar tinta, não pensei em descolorir tudo de novo, pensei em preparar o cabelo para o que viesse pela frente).

No dia seguinte liguei para o Gil (quem lembra do Gil?) e marquei de ir lá pra ele arrumar pra mim.

Aí muita gente me questionou porque eu TROQUEI de cabeleireiro: Na verdade eu estava retocando meu cabelo eu mesma já tinha muito tempo. Eu estava fazendo luzes em casa, na touca, creio que todos se lembrem. O Gil é um bom profissional, super confiável -por isso pensei logo nele-, mas ele nunca me deixou tão loira como eu gostaria. Quem lembra que meu cabelo era bem mais escuro quando fazia com ele? Veja aqui em dos retoques que eu fiz com ele.
E hoje em dia eu não abro mão de usar meu descolorante Blonde Me e aqui em Petrópolis nenhum salão usa (não que eu saiba). Então eu fazia sozinha, mas tinha muito medo de uma hora dar errado. Achei que a solução seria levar o descolorante pra outro profissional fazer, e cheguei a comentar com vocês algumas vezes que precisava achar alguém pra fazer isso. Mas salão grande não aceita que a gente leve o produto, até porque alguns têm restrição de marca, e eu tinha medo de fazer com qualquer pessoa. Desse modo eu fui ficando muito limitada. Ou fazia em casa com meus produtos, ou fazia no salão com descolorantes que não gosto.

O Gil -que agora tem seu próprio salão- não se importou de usar meus produtos (embora tenha me cobrado o mesmo valor, como se fosse com produtos do salão) e pretendo tentar continuar fazendo desse modo com ele, só não quero deixar meu cabelo escurecer de novo. Vamos ver como fica no próximo retoque.

IMG_0255-horzcabelo manchado depois das descoloração / luzes no papel

IMG_10240-horzIMG_0255-horzCabelos antes e depois da correção

Agora vamos falar sobre a correção para as manchas: cheguei no salão com a parte e trás do cabelo toda manchada na raiz, muito laranja. Felizmente no topo e nas laterais não houve mancha propriamente dita, somente umas partes que ficaram laranja porque não deu tempo de abrir (retiramos tudo no desespero). Então ele aplicou tonalizante Color Touch no tom 5.0 somente nas partes manchadas de laranjas, pra igualar com o tom do meu cabelo, voltando como estava antes do retoque.

A parte de cima e laterias deu pra consertar somente puxando luzes novamente -graças a Deus- e como a parte de trás ficou bem escondida só  vou retocar no próximo retoque, daqui uns meses. Também cortamos uns 3 dedos de comprimento e na lateral.

IMG_10231IMG_10249

O cabelo ficou 90% bom, ainda vejo umas mechas douradas no topo, bem na parte onde parto o cabelo de lado rs, mas fiquei muito aliviada e agradecendo a Deus por ter conseguido resolver tudo!

Gente, foi um susto grande, isso nunca havia acontecido comigo e pra ser sincera eu me surpreendi comigo mesma! Até o Gil comentou que eu estava muito calma rs o segredo foi entregar tudo nas mão de Deus, eu só me acalmei quando fiz isso. (guardadas as devidas proporções nós mulheres sabemos a importância de um cabelo)

 

Produtos usados:

  • Color Touch 5.0 para corrigir a raiz.
  • Ox de 30 e Descolorante Blonde Me Schwarzkopf –tem aqui.
  • Shampoo Silver Keune para matizar (só ele, 10 minutos) –tem aqui.
  • Máscara verde Kerastase para reconstruir –tem aqui.
  • Luxe Oil Wella para finalizar –tem aqui.

 

Contato do cabeleireiro aqui em Petrópolis: Gil (24) 2243-1432

 

Artigos Relacionados

Categorias: cabelos, Loiras, Retoque de luzes Por Bia Munstein

IMG_9553

Você, garota esperta, que me segue nos Instagram (@euvouderosa), já sabe que retoquei minhas luzes na semana passada. Pra quem não sabe, ou quer conferir os detalhes, conto tudo no post de hoje.

To tããão feliz com meu retoque novo!

Eu estava mega apreensiva com esse retoque. Devido ao estado do meu cabelo, que convenhamos não estava a coisa mais saudável do mundo, com alguns pequenos cortes químicos espalhados por toda cabeça, meu medo maior era ficar tudo elástico. (pra um cabelo quase todo descolorido meu cabelo estava ótimo, sejamos sinceras, mas pra um cabelo “normal” ele estava bem danificado).

Me cerquei de todos os lados para fazer o retoque mais seguro possível e o resultado é esse que conferem no post!

IMG_9295-horzAntes e depois do retoque

Qual método eu usei: fizemos na touca! Mas dessa vez não fui eu que fiz. Eu tenho uma vizinha que é cabeleireira, fui até a casa dela, expliquei que eu tinha os produtos, mas precisava de alguém que fizesse pra mim e ela topou! (obrigada, Eliane!) A princípio eu queria fazer no papel, mas ela me convenceu a fazer na touca. Fiquei mega em dúvida, porque eu queria retocar só a raiz, mas ela acabou me convencendo que o risco de manchar era menor e que ficaria mais uniforme.

Puxou mechas finas por todos os buracos da touca (ficou bem pouco cabelo puxado, o que deixou a raiz mais natural), aplicou descolorante só onde estava preto, deixou agir por 50 minutos e puxou pro restante do cabelo  por mais 10 minutos só para igualar o tom (não foi aplicado nas pontas). Essa parte é a que mais me preocupa, imagina fazer isso toda vez que retocar? Mas é um mal necessário, porque se não fizer fica marcado mesmo.

IMG_9570

Quais produtos eu usei: o descolorante e a OX  de 30 usei o Blonde Me da Schwaszkopf que sempre uso, amo e não abro mão. Acho que nunca na vida trocarei de descolorante. Até ela ficou apaixonada com o resultado. Abre super bem, clareando até 9 tons, e não danifica tanto quanto os outros. Os meus vieram aqui da Plena Cosméticos.

IMG_9551-horz IMG_9556 IMG_9550Resultado do retoque de luzes

O matizador que usei foi meu amado salve salve Silver da Loreal. Outro produto que a cabeleireira também amou! “Ele é bom mesmo, hein?” foi o que ela falou assim que viu seu resultado após agir 10 minutos no cabelo. (a gente aplicou um shampoo comum pra remover o descolorante, condicionador só para remover a touca. Lavou novamente com shampoo comum, e aí sim aplicou o matizador).

Novidade da vez: além desse produtos tops que sempre uso dessa vez contei com a ajuda do All.O.Plex (Olaplex versão brasileira). Eu vou fazer um post dedicado porque ele merece, mas já adianto que amei! (é um potencializador de descoloração e protetor da fibra capilar).

E depois de todo esse testamento creio que expliquei tudo certinho, né? Caso não é só me perguntar nos comentários!

Ah eu sempre retoque minha luzes a cada 4 meses, em média. Gosto de dar um tempo pro cabelo se recuperar.

Gostaram? Eu ameeeeei!! E bora garrar no diário do cabelo descolorido hehe Ahh pra quem não tinha visto eu cortei o cabelo sim! Falei sobre isso aqui.

 

Onde encontrar os produtos usados?

Artigos Relacionados

Categorias: cabelos, Loiras, Retoque de luzes Por Bia Munstein

retoque de luzes

Como a maioria de vocês sabem na quinta feira passada eu retoquei minhas luzes e dessa vez decidi que ia fazer no salão para “ajustar” algumas coisas que estavam me incomodando nos retoques caseiros.

-Eu andei retocando minhas luzes em casa, lembra?

Então, escolhi o Werner coifeur aqui de petrópolis e quem fez meu cabelo foi o profissional Jay Sobral, que aliás já é conhecido na cidade por deixar as loiras BEM LOIRAS!

IMG_0462-horz IMG_0487-horz
Comecei explicando pro Jay o que eu queria: corrigir algumas partes que estavam machadas e retocar a raiz.

Na verdade o que eu mais queria era sumir com as manchas que já estavam me deixando neurótica, se não fosse isso teria esperado mais pra retocar porque eu tinha acabado de fazer 3 meses do último retoque.

Dito isso partimos para o procedimento: Ele usou o descolorante Blondor da Wella e ox de 30 misturada com ox de 10. Segundo ele isso deixa o ox como se fosse de 20 e agride menos o fio. Vocês sabem que o Blondor não é meu descolorante preferido e eu meio que paralisei quando vi que ele seria usado, mas achei mais sensato confiar no profissional e não meter o “bedelho” onde eu não era chamada. Até o momento não me arrependi! O cabelo abriu super bem e não estou sentindo tanto ressecamento.

Em se tratando de cor eu disse que não queria o cabelo cinza, então foi feita a matização com Richesse Pérola da Loreal, que tem pigmento roxo e só neutraliza o amarelo sem acinzentar. O cabelo ficou com um belo tom manteiga -que não minha opinião deveria chamar loiro margarina porque a manteiga é muito mais amarela rs- e esse tom foi foi motivo de discórdia entre minhas queridas seguidoras do Instagram: Umas amaram outras preferiram a versão antiga, mais platinada.

Segue lá no Insta porque sempre posto tudo em primeira mão: @euvouderosa

IMG_0189

Pra amenizar os danos depois do retoque o Jay sugeriu uma cauterização a frio da Redken, porque segundo ele, não é indicado colocar muito calor num cabelo descolorido e eu super concordo.

O passo a passo do tratamento foi esse:

  • O cabelo foi lavado com shampoo (e nesse momento eu ganhei uma massagem relaxante do Willian. Thanks!)
  • Em seguida foi aplicado o Cat Extreme
  • Depois 3 “shots” -que imagino que sejam doses- de Extreme, all soft e smooth look. (uma de cada)
  • então foi aplicado um regulador de ph PH 3,5
  • e por último a máscara Extreme reconstrutora.
  • Em seguida o cabelo foi seco fazendo escova.

IMG_0227-horzAinda no salão, junto com o Jay. A luz não estava tão boa porque já era noite.

Resumo da ópera:

O cabelo está mais danificado que das outras vezes mas acho que é super aceitável depois da 3 descolorações seguidas, onde todas foram feitas puxando mechas por todo cabelo. (duas que fiz em casa e postei aqui e aqui e essa de agora).

 

Achei que o tom ficou muito mais uniforme, praticamente sumiram as manchas e pra não dizer que foi tudo perfeito ainda estou com o “pé” do cabelo escuro, destoando um pouco do resto. Mas faço a mea culpa porque esqueci de enfatizar que isso me incomodava.

Estou sentindo minhas pontas mais ralas, o que indica que tivemos um pouco de quebra, mas creio que parte desse afinamento de pontas será revertido com os tratamentos que farei a seguir.

IMG_0525Essa é só pra mostrar minha boina nova 😉

Sobre o salão e valores dos serviços:

O Werner Coiffeur é um salão de luxo aqui em Petrópolis, mas confesso que não me assustei demais com os preços. O atendimento foi SUPER organizado, cortês e atencioso. Tomei um chá de limão delicioso -duas vezes- e todos os funcionários tentaram me deixar a vontade. Assim que uma das manicures me viu tirando foto no espelho já se ofereceu pra me fotografar. (agradecimento especial a Fabiana, gerente do salão, que me recebeu super bem). O Jay, que fez meu cabelo, é ótimo! Tem uma personalidade incrível e não faz parte do time “blasé” que vemos vez ou outra por aí. Transmite sinceridade e empatia com a cliente. Me identifiquei muito.

Valores:

  • Ballayagem Nutri Luminosa (luzes): 251,00
  • Cauterização a frio Redken: 169,00
  • Telefone: (24) 2247-3460

 

Hello, diário do cabelo descolorido! To de volta!

 

Artigos Relacionados

Categorias: cabelos, Loiras, Retoque de luzes Por Bia Munstein

Meu retoque de luzes passo a passo: video + post

Oi meninas! Nossa, eu nem acredito que consegui gravar esse vídeo pra vocês! Finalmente tomei coragem e gravei todo processo do meu retoque de luzes!

Como vocês já podem notar meu cabelo ficou MEGA loiro e como falei no vídeo essa nem era minha intenção. Eu não queria deixar o cabelo mais loiro, só que acabei puxando muitos fios e mechas grossas o que resultou em quase 90% dos fios descoloridos.

Meu retoque de luzes passo a passo: video + post Meu retoque de luzes passo a passo: video + post

Eu fiz tudo com muito cuidado mas mesmo assim o cabelo sofreu! Esta ultra fragilizado, elástico em algumas poucas partes e precisando mais do que tudo de reconstrução.

O bom é que deixei algumas resenhas prontas antes das luzes e assim terei tempo de fazer meus tratamentos sem parar os posts de resenha. Fiquem tranquilas que tudo que eu fizer pra recuperar o cabelo depois da descoloração vocês vão ver no diário do cabelo descolorido. A série vai voltar!

No mais vou deixar a lista de produtos usados, todos com links direcionando para as resenhas e onde encontrar, mas se tiverem alguma dúvida é só dizer.

Mesmo não sendo esse o resultado que pretendia eu gostei de como ficou o cabelo e agora é intensificar o tratamento pra recuperar os danos. 😉

Espero que gostem do vídeo é borá lá assistir! Clique aqui para acessar o vídeo no youtube.

 

Artigos Relacionados

"Dedico o trabalho neste blog, assim como toda a minha vida ao nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo, que vive e Reina para todo o sempre. Amém!"