Categorias: cabelos, óleos, Produtos Testados Por Bia Munstein

img_10377

Minha irmã estava com esse reparador de pontas da Avon dando sopa e como vocês gostam de resenhas BBB resolvi comprar pra testar aqui pro blog.

A versão que escolhi foi a “Brilho Extremo” e me custou 9,99 na promoção. O valor dele normal é de 14,99, se não me engano, e  vem com 30ml.

 

Confere descrição do fabricante:

O Advance Techniques Bilho Extremo Fluído Restaurador de Pontas – 30ml recupera o brilho radiante dos cabelos com a ação da pró-vitamina B5 e da tecnologia multishine. Ajuda a eliminar as pontas duplas e a controlar o frizz. Proporciona instantaneamente mais brilho ao seu cabelo.

 

img_0366 Resenha: fluido restaurador de pontas Avon Brilho extremo Resenha: fluido restaurador de pontas Avon Brilho extremo

Eu uso assim: esses óleos da Avon são reparadores de pontas tradicionais, ou seja, devem ser aplicados no cabelo seco ou úmido, para finalização. Eles são específicos para as pontas, mas eu gosto de aplicar do meio para baixo. Também prefiro aplicar no cabelo seco! Uso um “pump pequeno” de produto para cada lado do cabelo (algo como uma ervilha de cada lado).

Resenha: fluido restaurador de pontas Avon Brilho extremoantes e depois da aplicação 

Resenha: fluido restaurador de pontas Avon Brilho extremo img_10381

O que eu achei: ele é transparente, o que pra mim, que tenho cabelos loiros já é meio caminho andado. A textura dele é “macia”, suave, é um produto leve, que não pesa os fios. O cheiro é típico dos produtos Avon, e me parece o mesmo desde que usei a primeira vez anos atrás: suave e adocicado, com toque “verde”.  Acho gostoso.

A marca tem várias versões de finalizadores iguais a esse, e esse meu tem a proposta “brilho extremo”. Realmente achei que ele confere mais brilho ao cabelos -vide foto de antes e depois- e também ajuda controlar aquelas pontas mais ásperas.

O cabelo também fica mais macio depois que aplica, mas como todo óleo finalizador o efeito some um pouco algum tempo depois da aplicação (o efeito melhor é sempre na hora que aplica, aposto que vocês já notaram). De todo modo considerei um “olinho” digníssimo! Deixa o cabelo soltinho, macio e com toque mais gostoso após o uso.

 

Não aposto muito que ele tenha “propriedades de tratamento”, mas o efeito de embelezamento é satisfatório!

 

Aprovado!

 

Onde encontrar: com revendedoras Avon. Pra quem for de Petrópolis deixo o Whatsapp da minha: (24) 99228-0141

 

Observação nada a ver com o post: esses batons mates do AliExpress também incham levemente a boca de vocês ou só a minha? rs

Artigos Relacionados

Categorias: cabelos, nutrição, óleos, Produtos Testados Por Bia Munstein

img_10448

Olá pessoal! Passaram bem o final de semana? Espero que sim 🙂

Hoje vamos falar de uma linha que já teve seu espaço aqui no blog, mas ficou faltando falar de um produto muito importante: o óleo!

Estou falando da linha Precious Nature da Alfaparf, versão long & Straight hair (cabelos longos e lisos). Meu cabelo não é liso natural, mas tudo que diz ser para cabelo liso me agrada muito! Ser pra cabelo longo também é interessante já que são fios fragilizados pela ação do tempo.

Veja descrição do fabricante:

Óleo nutritivo para cabelos longos e lisos. Alfaparf Precious Nature Prickly Pear & Orange Oil ajuda a controlar o frizz, aumenta o brilho e deixa o cabelo macio e com toque sedoso. Elaborado com ingredientes naturais, Alfaparf Precious Nature Prickly Pear & Orange Oil garante disciplina e nutrição sem deixar os fios pesados. Fórmula livre de parabenos, conservantes e corantes. Faz parte da linha de tratamento Precious Nature, da Alfaparf, que possui os óleos mais refinados da gastronomia italiana como inspiração. Ação Óleo de Figo da Índia: deixa os fios mais suaves e brilhantes. Extrato de Laranja: acentua o brilho da raiz às pontas.

img_0429 img_0423 img_0427

Como falei no início foi focar a resenha em texto no óleo porque já tivemos post resenha do shampoo e da máscara aqui, mas o resultado de toda linha é tão bom que resolvi gravar um vídeo de todos eles pro meu canal no Youtube porque lá ainda não havia falado deles. (postarei no final do post)

Eu usei assim: O modo de uso dele é bem interessante porque ele é focado na umectação e não na finalização (embora possa ser usado assim também). O recomendado é usar no cabelo seco, sujo, antes da lavagem, deixar agindo no mínimo 5 minutos -prefiro meia hora- e depois lavar e hidratar/condicionar normalmente.

img_10439-horz

O que eu achei: o resultado no cabelo usando o óleo, comparado ao resultado usando somente shampoo e máscara, é bem superior! O cabelo fica muito mais sedoso e soltinho. Aquele cabelo de salão mesmo! Testei usando com a própria linha, todos os produtos, e testei também com outra linha. Nos dois casos o resultado foi melhor com o óleo.

Como comentei no modo de usar ele também pode ser usado como finalizador. Só não recomendo em cabelo loiros por ele ter esse tom alaranjado (bem parecido com Moroccanoil e Orofluído, diga-se de passagem). Pra usar antes da lavagem não tem problema, mas pra deixar no cabelo, o uso a longo prazo pode prejudicar a cor do fio caso seu cabelo seja bem claro.

Falando sobre o óleo em si ele é bem grosso, tipo mel, e o cheiro é uma delicia! Ele é um óleo meio pesado, grosso, e por isso sua principal função é usar antes da lavagem como uma umectação, mas em cabelos muitos secos ele é excelente para finalização.

Gostei muito! <3

Onde encontrar: tem aqui na Beleza na Web, toda gama Precious Nature.

confere o vídeo:

Artigos Relacionados

Categorias: cabelos, nutrição, Produtos Testados Por Bia Munstein

img_10231

Oi pessoal!

Passaram bem o final de semana? Espero que sim 🙂

Quem me segue no meu Facebook e no Insta sabe que estou fazendo um pequeno passeio por Ibitipoca-MG e curtindo a natureza pra descansar um pouco a cabeça, mas claro que não ia deixar vocês sem a resenha de segunda (e nem sem os demais posts da semana) então o post de hoje é dessa linha que testei da Nick&Vick destinada a fios severamente danificados.

img_0298

Meu kit veio com (todos da linha S.O.S Fios):

  • Shampoo
  • Máscara
  • Condicionador
  • Ampola leave in

Veja descrição do fabricante sobre os produtos:

Formulado para um tratamento de choque e reposição de proteínas estruturais como Queratina, Colágeno e Elastina contamos com a força de seus ativos Abissínia, Quinoa, Ômega 3, 6 e 9, Arginina e Sericina para uma reposição imediata e eficaz.

img_0301 img_0304 img_0303 img_0306

Modo de usar: como já é de costume na resenha de segunda, eu gravei o passo a passo do aplicação em vídeo, mas vou deixar certinho aqui pra vocês também:

Lave o cabelo duas vezes com o shampoo, depois aplique a máscara no cabelo enxuto com a toalha. Deixe agir por 5 minutos. Enxague bem e aplique o condicionador, enxaguando logo em seguida. Pra finalizar aplique a ampola leave in, no cabelo úmido (enxuto com a toalha) e não enxague. Seque como de costume.

img_10239-horz img_10252-horz

O que eu achei: a linha tem abissínia e quinoa, proteção UV e promete reposição de proteínas. Pelo nome “S.O.S Fios” a gente já imagina logo uma linha muito reconstrutora, mas ela atua muito na nutrição também. Além dos ativos acima ela ainda contém colágeno, ômegas 3,6 e 9 e sericina, que é um componente reconstrutor para os fios.

Não satisfeita fui analisar mais a fundo os ingredientes vi que ela tem ácido hialurônico, pantenol e proteína hidrolisada. Ou seja, bem rica em ativos!

O resultado no meu cabelo foi bem nutritivo, o que achei ótimo, já que ele anda meio avesso a queratina (ela não contém queratina! A parte reconstrutora fica por conta das proteínas, arginina e sericina).

 

Gostei bastante do resultado e recomendo para fios secos a ressecados! Em fios sem ressecamento ela pode pesar já que é bem nutritiva.

 

Onde encontrar: tem aqui na loja online da Nick&Vick.

 

Confere o vídeo com a resenha “falada” e também a aplicação dos produtos:

 

*este post foi patrocinado pelo fabricante, o que não interfere na resenha, apenas garante a publicação.

Artigos Relacionados

Categorias: cabelos, nutrição Por Bia Munstein

img_10138

Hoje eu quero conversar com vocês a respeito de excesso de reconstrução!

Talvez seja assunto novo para alguns, mas quem faz muita química e já esta acostumada a cuidar de fios danificados certamente já passou por essa experiência, mesmo que não tenha percebido. Então é um assunto que vale para todos!

 

É muito comum a gente achar que, pelo fato do cabelo estar danificado, devemos reconstruir excessivamente a fibra, ou mesmo fazer muitas reconstruções seguidas num curto espaço de tempo.

 

O que nunca devemos esquecer é que mesmo que um cabelo danificado precise repor matéria, fazer isso em excesso não vai fazer com que ele se recupere milagrosamente nem num curto espaço de tempo. Tudo que vamos conseguir com o excesso são fios ásperos, rígidos, com aspecto seco e podendo até mesmo provocar a quebra pelo excesso de queratina.

img_10150img_10143

E como saber a medida certa então? Não existe fórmula exata porque cada cabelo reage de uma forma e cada um vai apresentar um grau de dano. Mas a dica de ouro é nunca fazer somente reconstruções, sempre intercalar com produtos umectantes, ou seja, nutrições e hidratações. Eu gosto de seguir mais ou menos assim: umectação – reconstrução – nutrição – reconstrução – hidratação – umectação – reconstrução… não sigo o ordem a risca, mas sempre coloco algum tratamento nutritivo entre as reconstruções, seja fazendo a umectação no dia anterior, seja usando uma máscara nutritiva.

Mas porque estou escrevendo este post? Porque mesmo seguindo tudo certinho acabei provocando um excesso de reconstruções nos meus fios. Isso pode acontecer com qualquer um… cabelo as vezes também tem vontade própria, rs. Depois que fiz aquelas duas descolorações seguidas (que vocês já estão cansadas de me ouvir falar) meu cabelo se deteriorou muito, e como eu sentia isso como uma coisa meio “inaceitável” pelo fato de eu ter muitos produtos bons para tratar os fios, acabei exagerando. E foi como eu falei, o cabelo não se recupera num passe de magica, exige dedicação? Com certeza! Mas também demanda tempo. (por isso é sempre bom avaliar bem antes de fazer química).

E como eu fiz pra resolver o excesso de reconstrução? Esse é na verdade o tema do post, mas eu não podia deixar de explicar certinho como acontece antes de explicar como resolver.

Não é difícil! O que você precisa é suspender todo produto reconstrutor (por um período, não é para sempre) e ficar só fazendo nutrições por um tempo.

Os óleos ajudam devolver a emoliência que o cabelo perdeu, e somente as lavagens já vão ajudando a retirar aquele excesso de ativos reconstrutores que ficaram na superfície do fio. Pode usar máscara de hidratação também? Pode! Mas os produtos com mais óleos são mais rápidos. Umectações também são essenciais!

img_6679

O tratamento que eu fiz durante esse período foi a super nutrição, que quem segue o blog há mai tempo já conhece. Consiste em usar a máscara mais potente em nutrição que você tiver -a minha é essa a Joico- misturada a um óleo finalizador.

img_10142 img_10148

O resultado do tratamento são fios mais macios, sem aspereza e com aparência mais hidratada.

Pra quem não conhece, ou mesmo quer ver novamente, deixo abaixo o vídeo onde falo mais do tratamento e também mostro alguns trechos de como eu fiz:

Produtos usados no tratamentos:

Posts complementares:

Artigos Relacionados

"Dedico o trabalho neste blog, assim como toda a minha vida ao nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo, que vive e Reina para todo o sempre. Amém!"