Categorias: cabelos, nutrição, oleo vegetal, óleos Por Bia Munstein

Oleo de coco para alisar os fios de forma natural

E depois de 6 meses cá estou para contar como foi minha experiencia com óleo de coco para alisar os cabelos!

Vocês me cobraram muito a atualização desse post, mas eu realmente queria esperar os 6 meses, que é o tempo mínimo de tratamento, para dizer o que eu achei.

Vamos lá…

Pra quem perdeu o post inicial vou explicar rapidamente porque acredita-se que o óleo de coco tem o poder de alisar os fios com o uso prolongado:

Sem-Título-1

O motivo principal seria ele conter lisina. Um aminoácido capaz de alisar a estrutura do fio de forma muito gradativa e lenta. Mas apesar da lisina ser a principal causa do alisamento o óleo de coco não para por aí.

Por ele ser altamente nutritivo também ajuda e muito na recuperação dos danos do cabelo, deixando o fio mais saudável, sem frizz, e consequentemente mais liso. Lembra de eu sempre repetir que cabelo ressecado não fica liso? (ou pelo menos não segura a forma por muito tempo), então, um cabelo bem nutrido é o primeiro passo para um liso perfeito.

Outro grande benefício do óleo de coco para o cabelo é ele ser antibacteriano e ajudar no controle da caspa. Um bulbo capilar entupido não tem crescimento saudável.

IMG_9916

 

Pra saber mais sobre o assunto e modo de uso é só acessar o post completinho que fiz sobre isso aqui.

 

Mas e aí, funcionou ou não? Eu tentei usar o óleo toda noite anterior a minha lavagem, lavando no dia seguinte. Primeiro eu comecei usando uma quantidade grande, meio que encharcando o cabelo de óleo e isso não funcionou pra mim. Primeiro porque é muito difícil tirar todo aquele excesso de óleo no dia seguinte e segundo porque lavar o cabelo 3-4 vezes com shampoo jamais será uma boa ideia.

Então comecei fazer uso como uma umectação normal, aplicando uma quantidade menor de produto e caprichando mais do meio para as pontas.

No início não senti muita diferença, até que um dia minha irmã me falou que meu cabelo estava com a aparência muito melhor. Como ela convive comigo a vida toda, mas não me vê todos os dias, logo atribuí o efeito ao óleo de coco (como a gente se olha todo dia acaba não notando bem as coisas).

Então concluo que o cabelo melhorou sim em termos de hidratação, maciez, brilho e aparência de cabelo tratado, porém não senti qualquer efeito de alisamento nos fios!

Resumindo a novela continuo vendo o óleo de coco como um aliado maravilhoso para nutrição, agora alisar o cabelo ele não alisa (pelo menos não o meu). A não ser aquele alinhamento de cutícula, provocado pelo tratamento que o óleo proporciona, e confere um efeito de redução de frizz nos fios dando impressão de fios mais lisos (que na verdade só estão menos rebeldes).

 

Mas não pararei de usar por isso! O tratamento em si vale super a pena e vou continuar fazendo. Caso eu mude de opinião volto pra contar 😉

 

Onde encontrar o óleo de coco puro?  O óleo puro você encontra em casa de produtos naturais, como Mundo Verde, Via verde, etc… na embalagem vai estar escrito “100% vegetal ou puro”. Não importa se estiver escrito que é para dieta, emagrecimento, culinária… sendo puro é tudo o mesmo óleo. E ele pode estar liquido transparente ou assim em pasta como o meu, isso vai da temperatura! No frio ele fica durinho mesmo. O meu comprei liquido e no dia seguinte estava assim. Pra quem tiver dificuldade em encontrar tem várias opções aqui nas Lojas Americanas a partir de 20 reais (só colocar oleo + coco na busca).
Pra quem não viu eu já gravei um passo a passo de aplicação e lavagem do óleo de coco:

 

Artigos Relacionados

Categorias: cabelos, Efeito Liso, oleo vegetal Por Bia Munstein

Oleo de coco para alisar os fios de forma natural

Oi meninas!

Vocês sabiam que o óleo de coco serve para alisar os cabelos? Pois bem, além de sua ricas propriedades nutritivas para os fios acredita-se que seu uso prolongado e contínuo também ajude a alisar naturalmente os cabelos.

Então hoje vou explicar certinho pra vocês como usar o óleo de coco com essa finalidade!

Primeiro quero dizer que estou escrevendo o post porque eu mesma resolvi testar a eficácia e contar tudo pra vocês. Então teremos alguns posts sobre isso começando por esse onde darei mais explicações sobre tudo!

Sem-Título-1

Porque o óleo de coco alisa os cabelos? O motivo principal é ele conter lisina. Um aminoácido capaz de alisar a estrutura do fio de forma muito gradativa e lenta. Mas apesar da lisina ser a principal causa do alisamento o óleo de coco não para por aí.

Por ele ser altamente nutritivo também ajuda e muito na recuperação dos danos do cabelo, deixando o fio mais saudável, sem frizz, e consequentemente mais liso. Lembra de eu sempre repetir que cabelo ressecado não fica liso? (ou pelo menos não segura a forma por muito tempo), então, um cabelo bem nutrido é o primeiro passo para um liso perfeito.

Outro grande benefício do óleo de coco para o cabelo é ele ser antibacteriano e ajudar no controle da caspa. E você aí achando que ia dar mais caspa por ser um óleo né? Não mesmo.

IMG_9916

E como usar o óleo de coco para conseguir fios mais lisos? o modo de usar é simples como tudo que realmente funciona nessa vida, mas isso não quer dizer que não vai precisar de dedicação. Você deve aplicar o óleo como se fosse fazer uma umectação, só que dessa vez aplicando inclusive na raiz (afinal você não quer uma raiz enrolada e o resto liso né?). Aplique no cabelo seco, sujo mesmo, no dia anterior a lavagem e lave normalmente no dia seguinte. O mais legal é aplicar o óleo levemente morno nos fios, muito levemente, e também na consistência liquida então você pode aquece-lo em banho maria. Tente separar o cabelo, ainda que em mechas grossas para todo cabelo ficar coberto. Na lavagem pode ser necessário lavar até três vezes com shampoo, dependendo do seu tipo de fio (oleoso, seco, normal, etc). Faça o teste lavando apenas duas e veja se ficará oleoso.

Devo aplicar de quanto em quanto tempo? A frequência de uso não é rigidamente determinada, creio que duas vezes na semana é ideal e é assim que vou fazer. Sempre no dia anterior a lavagem.

IMG_9556

Depois de quanto tempo verei resultado? O tratamento é natural, gradativo e lento! Ou seja, saiba que pelo menos uns 6 meses serão necessários para que haja resultado, mas os efeitos de hidratação você já percebe no primeiro mês de uso.

Onde encontrar o óleo de coco puro? acho que é mais que óbvio que o óleo tem que ser 100% natural, puro vegetal, para fazer efeito. Nada de óleo de farmácia cheio de óleo mineral misturado. O óleo puro você encontra em casa de produtos naturais, como Mundo Verde, Via verde, etc… na embalagem vai estar escrito “100% vegetal ou puro”. Não importa se estiver escrito que é para dieta, emagrecimento, culinária.. não importa, sendo puro é tudo o mesmo óleo. E ele pode estar liquido transparente ou assim em pasta como o meu, isso vai da temperatura! No frio ele fica durinho mesmo. O meu comprei liquido e no dia seguinte estava assim. Pra quem tiver dificuldade em encontrar tem várias opções aqui nas Lojas Americanas a partir de 20 reais (só colocar oleo + coco na busca).

 

E não custa falar né? Tratamento de uso contínuo! Ou seja, se passar uma vez ou outra não terá resultado.

 

Quem vem comigo?

(só mais uma coisinha: eu já falo do óleo de coco bem antes dele virar modinha! Veja meu primeiro post sobre ele)

Artigos Relacionados

Categorias: cabelos, oleo vegetal Por Bia Munstein

oleo de ricino cabelo

Desde que começamos o desafio nutrição que eu já tinha em mente usar o óleo de Rícino nos fios! Mas assim como eu um tempo atrás não fazia ideia que ele servia pra passar no cabelo acredito que muitas de vocês também não conheçam…

O óleo de rícino nada mais é que um óleo extraído da mamona, e é muito usado como laxante em exames intestinais, mas a criatividade popular descobriu que também é um grande aliado pros cabelos.

A princípio as usuárias atribuíram ao óleo o poder de deixar o fio mais encorpado, sabe aquele cabelo muito fino? Então, esse óleo promete ajudar! E ainda tem outros benefícios como ajudar no crescimento -desde que passado diretamente na raiz- e fortalecimento dos fios.

óleo de ricino cabelo

Eu usei o óleo na semana passada e hoje vou contar pra vocês o que achei:

Decidi colocá-lo no desafio nutrição e usei na noite anterior a lavagem, aplicando diretamente nos fios secos. Como ele é bem grosso (menos do que imaginei, mas é bem grossinho) atrapalha um pouco a espalhar então eu preferi misturar com um pouco de óleo de argan que uso no desafio, mas você pode diluir em azeite, óleo de coco ou até mesmo passar puro.

fotoFoto publicada no meu Instagram.

No dia seguinte lavei como de costume, não deu muito trabalho para remover  e o resultado foi um cabelo super bem nutrido! Nesse dia eu passei produto demais, me empolguei e os fios depois de secos ficaram um pouco pesados, apesar de muito macios, então recomendo que pegue leve na aplicação, principalmente se tem cabelos lisos e que pesam com facilidade.

Eu gostei muito e pretendo usar de vez em quando, diminuindo a quantidade, claro.

Logo que usei imaginei que deve ser ótimo pra cabelos secos e muito cacheados! Colocando na rede achei esse post onde a menina tem o cabelo bem cacheadinho -e lindo- e diz ter amado o óleo.

Então fica a dica de mais um óleo pra ser usado no nosso Desafio Nutrição!

Quem mais já testou?

Onde encontrar: em farmácias e drogarias por cerca de 5 reais.

Artigos Relacionados

Categorias: cabelos, nutrição, oleo vegetal, óleos, Produtos Testados Por Bia Munstein
Acredito que a maioria já saiba, e sei que alguns ainda serão pegos de surpresa, mas a dura verdade (que no final nem é tão dura assim) é que Moroccanoil, Orofluido e companhia não são óleo de argan puros!
Como o óleo de argan in natura é um óleo mesmo, quando você passa o cabelo obviamente fica oleoso, nada do glamour que as marcas anunciam. Por isso o óleo é misturado a um silicone volátil (acho que é isso) que em contato com o fio não deixa resíduos e dá aquele acabamento lindo, macio e brilhoso que tanto amamos.
Mas o post de hoje é sobre o óleo puro que minha amiga Jana do Rosa&Pink enviou pra mim! Ele serve pra fazer umectação nos cabelos -serve também pra hidratar a pele- e hoje venho contar o que achei.
Confesso que fiquei bem empolgada em testar afinal é o puro ouro do marrocos que tenho em mãos! E ainda mais na sua versão “pura e concentrada” achei que viraria a Rapunzel instantaneamente! o/
É um óleo transparente e não tem cheiro muito bom. É como qualquer outro óleo vegetal. O cabelo fica oleoso sim por isso deve ser usado para fazer umectação, adicionado diretamente a um outro creme acredito que só funcione em cabelo bem secos, crespos e cacheados porque deve pesar um pouco.
Eu usei assim: fiz umectação, passei um boa quantidade a noite, no cabelo seco e lavei no outro dia pela manhã bem lavadinho pra tirar o óleo e depois passei a máscara Silicon Mix Bambu que é mais leve  pro cabelo não ficar pesado.
O que eu achei: o aumento de brilho é notório! O cabelo fica muito brilhoso, macio e  mais liso que de costume, no meu caso como meu cabelo já fica bem liso só com escova, parecia que tinha feito chapinha.
No fim foi o resultado de uma máscara nutritiva como essa da Macadâmia que amo, mas mesmo lavando bem senti as pontas meio pesadas no primeiro dia, no outro dia já estava normal novamente.
Onde encontrar: Tem aqui.

Artigos Relacionados

Categorias: cabelos, nutrição, oleo vegetal, Produtos Testados Por Bia Munstein

DSCF9019_thumb-5B5-5DÓleo de côco 100% vegetal

Eu chamo de umectação, a Carla do Eu amo Cabelo chama de nutrição (mas chic né?), mas a verdade é que o que importa é não deixar de cuidar dos fios!

Eu já mostrei pra vocês o meu óleo de Castanha do Pará que também uso pra fazer umectação, e hoje vou falar do óleo da côco.

Esse óleo é super famoso por suas propriedades nutritivas, tem inclusive propriedades emagrecedora (mas aí já é assunto pra outro post) e esta presente em algumas máscaras famosas como a Creme de Côco da Bumble and Bumble.

O cheiro é bem característico de côco mesmo e a cor pode ser transparente ou muito levemente amarelinha. Consistência oleosa, afinal é um óleo.

Eu uso o óleo de dois jeitos: uso fazendo umectação, aplicando nos fios secos antes de lavar e uso também como reparador de pontas.

O uso como reparador de pontas deve ter muita cautela, não se esqueça que é um óleo! Mas como minhas pontas estão meio ressecadinhas eu coloco somente duas gotinhas na palma das mãos, esfrego bem pra aquecer e aplico só nas pontas.

 

Na hora fica meio oleoso mas em dois minutos o meu cabelo absorve e fica com aparência normal e nada oleosa.

Na umectação, eu aplico no dia anterior à noite e lavo no dia seguinte normalmente, ou então aplico pelo menos uma meia hora antes de lavar.

Pra quem quer experimentar um óleo eu indico muito esse de côco, já que funcionou muito bem pra mim. (tem que ser puro! 100% vegetal não serve aqueles olinhos de farmácia)

O preço foi 9,80 e rende bastante! Pode ser encontrado em casas de produtos naturais como Mundo Verde.

Artigos Relacionados

Categorias: cabelos, nutrição, oleo vegetal, óleos, Produtos Testados Por Bia Munstein

Como eu havia contado pra vocês eu comprei recentemente essa óleo de Castanha do Pará para fazer umectação nos fios.
DSCF2117
Eu já falei algumas vezes sobre umectação dentro de algumas postagens do blog, mas nunca tinha feito uma postagem só pra falar sobre ela.

A umectação capilar serve pra devolver a hidratação e a vitalidade de cabelos muito secos, ressecados e danificados por processos químicos. Deve ser feita somente com óleo vegetal puro, e não com óleo mineral. O óleo vegetal atua na fibra capilar doando hidratação e seus nutrientes naturais que ajudam a recuperar cabelos danificados.

Um óleo para umectação que você provavelmente tem em casa é o azeite puro de oliva, excelente hidratante natural.

Mas hoje vamos falar especificamente sobre o óleo de castanha do Pará:
Apliquei o óleo na cabelo seco e dei uma aquecida com o secador de cabelos por alguns segundos, mas você também pode aquecer o óleo antes de usar. Deixei agir a noite toda e lavei no dia seguinte normalmente com shampoo e hidratei.

Assim que você aplica o óleo no cabelo  ele é parcialmente absorvido pelos fios e não fica aquele aspecto extremamente gorduroso. Depois de lavado o cabelo fica com brilho e visivelmente mais hidratado. É claro que imagino que com uso regular o efeito seja mais significativo, mas depois de primeira aplicação já se nota resultado.

Se você tem cabelos cacheados e muito secos também pode aplicar o óleo no cabelo limpo e úmido, deixar agir por meia hora, enxaguar com água morna, aplicar um leave in  e deixar secar naturalmente.

Aprovado como uma alternativa a hidratações caras.
Agora vou comprar o de semente de uva e o de gérmen de trigo que devem ser ótimos também!

Artigos Relacionados

"Dedico o trabalho neste blog, assim como toda a minha vida ao nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo, que vive e Reina para todo o sempre. Amém!"