Categorias: cabelos, Pergunta da semana Por Bia Munstein

pergunta da semana

Cada cabelo tem uma necessidade particular de cuidado porque cada um reage de uma forma tanto a químicas quanto a tratamentos, mas hoje vamos falar de modo geral o que cada cabelo precisa pra tentar ajudar vocês a identificarem melhor o cuidado que devem ter com seu tipo de fio.

Pra começar é bom deixar claro que todo cabelo precisa de hidratação! Sabe aquela lenda que pele oleosa não precisa ser hidratada? Funcionada da mesma forma com os cabelos. Todo cabelo que não recebe algum tratamento acaba se tornando opaco e sem vida.

Mas esse tratamento varia de grau e intensidade de cabelo para cabelo. Vai depender muito do estado desse fio e de que tipo de química ele recebeu, e se recebeu.

Vamos lá:

IMG_7266

Cabelos virgens: um cabelo que não passa por nenhum tipo de química, nem escova e chapinha certamente será um cabelo mais fácil de lidar. O que não quer dizer que você deve abrir mão de tratamento. O sol é um dos maiores vilões dos nossos fios e ar condicionado e poluição também prejudicam. Portanto uma hidratação a cada 15 dias será de grande valor pra manter seus fios saudáveis. A lavagem também é super importante para manter o brilho, então não esqueça da escolha de um bom shampoo.

Cabelos quimicamente tratados: mesmo você que só tinge os cabelos tem fios quimicamente tratados, sabia?
Se faz luzes, descoloração total, relaxamento, progressiva, etc., então precisa redobrar os cuidados.
Cabelo com química perde matéria e precisa de tratamento completo para se recuperar dos danos. Isso quer dizer hidratação, nutrição e reconstrução. Recomendo sempre o plano capilar que já falamos aqui e a cauterização que ensinei aqui. Máscara de tratamento em toda lavagem é o mais indicado para cabelos quimicamente tratados que também são ressecados.

Cabelos virgens e com escovação e/ou chapinha frequentes: esse cabelo que passa por processos mecânicos com muita frequência tem a estrutura praticamente igual a um cabelo quimicamente tratado. As altas temperaturas deixam o fio muito ressecado e a chapinha em especial tem o poder até de tornar os fios extremamente quebradiços. Se seu cabelo é assim invista preferencialmente em nutrição, máscaras a base de óleos e umectação serão aliadas do seu cabelo. Reconstruções a cada 15-20 dias também são bem vindas. No caso dos fios já estarem muito danificados trate-os como ensinei no “quimicamente tratados” acima.

Uma dica valiosa sobre reconstrução capilar é que por mais que a gente sempre ache que o cabelo esta danificado chega uma hora que ele começa não querer mais o tratamento. Quando cabelo começar a rejeitar a máscara ele vai ficando áspero ao toque e meio duro sempre que você a aplica. Nesse caso está na hora de suspender o uso e partir somente para hidratações e nutrições por algumas lavagens.

Sempre que falamos em uso contínuo de produtos de cabelo também surge a dúvida: o cabelo acostuma com os produtos? E eu já fiz um post aqui esclarecendo esse mito, vale a pena conferir.

 

E foi isso meninas, espero que essas dicas simples (porém importantes) ajudem a cuidarem melhor dos seus fios. Não deixem de consultar a sessão “pergunta da semana” lá tem muitas questões respondidas.

Artigos Relacionados

Categorias: cabelos, Pergunta da semana Por Bia Munstein

pergunta da semana

Olá meninas!

Hoje a pergunta da semana é mais uma coletânea de dicas de coisas que você não deve fazer com seu cabelo ou deve evitar ao máximo.

São dicas que se você tentar seguir ajudam muito na saúde dos cabelos e principalmente evitar a quebra.

Vamos conferir:

Dormir com cabelo molhado: provoca proliferação de fungos porque a umidade do cabelo e o calor da pele são o ambiante ideal pra eles. Assim você pode ter o aumento da capa e até mesmo seborreia.

Usar elástico apertado: provoca quebra dos fios e o uso contínuo ainda faz uma marca que nem alisamento tira. Prefira usar pregadeiras do tipo “piranha” ou se preferir elásticos use aqueles encapados de tecido, tipo “xuxinha” e não aperte muito.

Prender o cabelo molhado: aqui você tem o problema do fundo e da quebra juntos. Evite ao máximo.

Esfregar as pontas com shampoo na lavagem: o cabelo já fica mais fragilizado quando está molhado se você esfrega as pontas, produzindo atrito, além de aumentar o frizz, desalinhar as cutículas ainda pode provocar quebra. Lave o cabelo massageando a raiz e deixa que a espuma que cai se encarrega de lavar o restante do cabelo.

Esfregar as pontas com a toalha na hora de secar: mesmo problema de cima. Seque somente apertando o cabelo.

Deixar condicionador no cabelo: produtos sem enxágue são próprios pra ficarem no cabelo, produtos com enxágue te mais “química” emoliênte e não podem ser deixados nos fios. Causam ressecamento e até problemas no couro cabeludo.

Fazer chapinha e/ou escova todo dia: é um dano que o cabelo deve receber de preferência uma vez por semana, mas até duas é aceitável. A chapinha é ainda pior é pode causar até a quebra do cabelo, semelhante ao corte químico. Em todo caso é obrigatório fazer uma hidratação sempre que for escovar ou usar a chapinha.

Morder o cabelo: além de ser anti higiênico quebra os fios que ficam com aspecto literalmente de mastigados. Se a pessoa engolir então provoca sérios problemas no estômago.

Misturar químicas: a mistura de químicas é muito contraindicada e só deve ser feita por profissionais. Tioglicolato com guanidina por exemplo é corte químico na certa. Cabelos descoloridos devem ter cuidado redobrado, sao compatíveis com poucas químicas.

Lavar o cabelo só com shampoo e condicionador sempre: aqui entra o tratamento dos fios. Se eles forem secos, ressecados e principalmente danificados só shampoo e condicionador não dão conta do recado. Eu prefiro trocar o condicionador por uma máscara de hidratação e uso em TODA lavagem, mas caso você prefira usar o condicionador no dia a dia use a máscara ao menos uma vez por semana.

E foi isso, dicas básicas que coloquei no meu dia a dia há anos e sempre me ajudaram muito!

E você, tem alguma dica do que não se deve fazer no cabelo?

Artigos Relacionados

Categorias: cabelos, Pergunta da semana Por Bia Munstein

pergunta da semana

Touca térmica é equipamento capilar do tempo da vovó mas por incrível que pareça ainda é muito usada nos dias de hoje.

No evento da Senscience mesmo o responsável técnico da marca usou no meu cabelo. E eu perguntei o porque, claro. Imaginei se um profissional do gabarito dele estava usando é porque alguma vantagem deveria ter…

Nesse post vou contar pra vocês a explicação que ele me deu e vou também falar o que eu acho da tão amada, temida e as vezes odiada touca térmica.

O que é e pra que serve: touca térmica é um equipamento criado pra aquecer o cabelo e também o produto que está sendo usado no tratamento e dessa forma potencializar seu efeito. É sabido que o calor abre ligeiramente as cutículas fazendo as máscaras penetrarem melhor.

Acontece que com o passar dos anos, talvez décadas?, os profissionais mais antenados e estudiosos de cabelo acabaram por achar que aquele aquecimento “seco” era quase como se cozinhasse o cabelo, fazendo com que a água do interior do fio evaporasse e a longo prazo o uso da touca térmica não poderia fazer bem. Nasceram então os vaporizadores, que aquecem o calor através do vapor quente, tendo mesmo efeito de aquecimento sem desidratar o cabelo.

Eu sou contra o uso indiscriminado da touca térmica pra hidratação semanal, não acho que seja legal ficar cozinhando o cabelo e quando perguntei pro Gustavo se usar a touca térmica não fazia mais mal do que bem ele me explicou que colocava uma touca plástica por baixo (como podem ver no vídeo do evento) e com isso impedia a desidratação do fio.

Resumindo a ópera se você tem o equipamento em casa e faz questão deu usar, use com a touca plástica por baixo, deixe ligada na tomada somente até o equipamento esquentar (uns 3 minutos) e o restante do tempo de ação do produto deixe desligado.

Pra quem não tem a touca ou simplesmente não gosta, como eu, a dica que eu dou é deixar a máscara agindo enquanto você toma seu banho, o vapor que forma da água quente funciona igual o vaporizador do cabeleireiro e também faz o produto penetrar melhor no fio. Fica a dica!

 

*Para ver outras respostas as perguntas da semana clique aqui.

 

Artigos Relacionados

Categorias: cabelos, Pergunta da semana Por Bia Munstein

pergunta da semana

Já tinha um tempo que eu não respondia o pergunta da semana e hoje resolvi vir logo com um tema bem polêmico haha quem tem cabelo muito cacheado ou crespo e sempre manteve ele alisado sabe do desespero da raiz crescida.

Eu já passei por isso! Juro! rs E com base nessa experiência vou contar como me livrei desse “mal”, mas as dicas também servirão pra quem tem dificuldade de manter o cabelo liso depois da escova.

Minha experiência:

Quem comprou o e-book do blog, Manual do cabelo tratado, viu que no primeiro capítulo eu conto minha história de alisamento com os fios. Mantive liso por 10 anos, primeiro com hidróxido de sódio depois com guanidina, e mesmo assim sempre escovava os fios porque o resultado era muito artificial secando sozinho.

Até que um dia eu pensei: poxa, se eu tenho que escovar sempre pra que eu vou alisar? Mantenho só na escova e quando quiser deixo cacheado… (e também porque eu queria ser loira, o que era impossível com o alisamento)

Acredito que essa é a ideia que a maioria tem até a raiz começar a crescer, quando normalmente bate o desespero e a gente volta a relaxar de novo.

Eu venci essa parte com muita paciência e dedicação e vou dizer que não foi fácil mas valeu a pena pelo que “colho” hoje em dia.

Vamos as dicas:

A hidratação vai ser sua maior aliada! -vem a Bia com essa conversa de hidratação de novo rs- Mas ela é remedio pra tudo, gente… O cabelo que foi alisado/relaxado fica mais leve que o cabelo novo que vai crescendo, e sem o peso necessário pra puxar a raiz pra baixo ela fica indomável. Quando você hidrata (e reconstrói, nutre, etc) o cabelo vai ganhando peso e a raiz, por sua vez, ganha maciez e emoliência, o que facilitará demais a sua vida.

Na segunda etapa você precisa responder um pergunta: você desistiu da química para manter o cabelo liso só fazendo escova e usar cacheado eventualmente ou você vai realmente abrir mão do cabelo liso?

Se você decidiu que quer manter ele sempre cacheado o ideal é não fazer nada pra alisar nesse período de transição, nem escova. Mesmo não sendo química ela altera levemente o formato do fio. Nesse caso a dica é cachear a parte que esta alisada! Eu ia explicar como fazia fitagem no meu cabelo quando era adolescente mas achei o vídeo dessa menina tão fofinha aqui que achei melhor deixar com ela hehe Mas quem sabe eu não resolvo gravar um desses?! Seria bom pra relembrar como é ter cachos rs

Como eu falei acima minha intenção era continuar com ele liso mas sem a química do relaxamento -eu queria ter mais liberdade pra descolorir- então eu fazia escova e é o que faço até hoje. Aí você que é “leiga” em cabelo crespo pode pensar que é fácil, mas o cabelo que nasce, novo e cacheado, é um terror pra ficar liso. Novamente entra a coisa do peso do fio!

Pra facilitar o processo da escova é imprescindível uma hidratação a cada lavagem, ou seja, sempre que você for escovar o cabelo tem que estar com ele hidratado antes. A diferença é enorme. -tem tutorial de escova aqui e aqui no blog

Outra dica que deixo é pra raiz que volta a ficar crespa em volta do rosto por causa da umidade ou mesmo no dia seguinte: na hora que for secar passe um gel de fixação nesse cabelo mais rebelde -aquele de homem mesmo, mas sem alcool-  e seque normalmente com secador e escova. A raiz fica lisérrima! Eu inventei essa fórmula num dos meus momentos de desespero de raiz crespa. Passei vários, não minto. Eu escovava e dali a 30 minutos, somente em volta de testa, ele cacheava de novo, e eu pagava mico na balada haha

Outra dica pro dia a dia é dormir com uma faixa de cabelo daquelas fofinhas, que ficam bem ajustadas na cabeça, assim a raiz amanhece lisa. Eu dei mais dicas pra raiz crespa aqui.

Pra finaliza e te consolar preciso dizer meu sufoco maior de transição durou só uns 6 meses, contando desde o último retoque. Foi o tempo que o cabelo levou pra acostumar que eu não ia relaxar mais e ficar liso só na escova. Então tenha paciência, se o que você quer é abandonar a química de alisamento não volte atrás nem muito menos faça escova progressiva. Cuide dos seus fios com carinho e sua dedicação será recompensada com fios macios e brilhantes 🙂

Claro que eu não poderia encerrar sem deixar dicas de crescimento pros fios, então confere esse post cheio de dicas preciosas.

 

————————————–

EDITADO: meninas, estamos arrumando um problema que tive com os comentários do blog e por conta disso é normal que comentários recentes não estejam aparecendo. Pretendemos organizar tudo durante o final de semana e espero não perder nenhum, creio que na segunda estarão todos de volta, se Deus quiser.

Qualquer  coisa me gritem lá no Facebook: www.facebook.com/euvouderosa

Artigos Relacionados

"Dedico o trabalho neste blog, assim como toda a minha vida ao nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo, que vive e Reina para todo o sempre. Amém!"