Categorias: Pele Por Bia Munstein

Oi meninas! Hoje teremos um post especial sobre estrias escrito pela Júlia, que tem um site sobre cirurgia plástica: O JA Estética e Plástica. Lá ela fala sobre diversos tratamentos estéticos, cirúrgicos e não cirúrgicos, como tratamento de espinhas, rugas, queda de cabelos, etc.

Vamos conferir?
—————————————————
As estrias são um verdadeiro tormento para a maioria das mulheres, que procuram os mais diversos meios de acabar com o problema e poder exibir uma pele sem marcas. Mesmo com todos os cuidados as vezes a genética fala mais alto e as temidas estrias acabam aparecendo nos lugares mais indesejados.

Neste post vamos falar sobre como se prevenir contra esse mal e também vamos dar dicas de tratamentos para amenizar o problema.

Causas: Aparecem geralmente quando a pessoa sofre uma grande variação de peso, mas pode ser provocada por outros fatores também:

– Crescimento acelerado
– Alterações hormonais
– Crescimento acelerado dos músculos (musculação)
– Gravidez
– Ressecamento da pele

Todos esses fatores contribuem para o aparecimento de estrias, pois fazem com que a pele perca a elasticidade e seja esticada de forma brusca, provocando o rompimento das fibras da pele, o que resulta nas famosas marquinhas de coloração roxa ou rosa, mas que com o tempo costumam ficar brancas e mais discretas.

Os locais em que as estrias mais costumam aparecer são: seios, culotes, quadris, coxas, nádegas, barriga e axilas.

Prevenção: O ideal é sempre prevenir as estrias! Como ainda não existe um tratamento 100% eficaz é mais importante tratar do que prevenir.

Além da alimentação saudável (que nem sempre é fácil) devemos beber muita água para manter a pele hidratada, aumentado assim sua elasticidade. A hidratação externa com cremes hidratantes também é importante e deve fazer parte da rotina diária!
Hidratantes a base de uréia (que podem ser manipulados) hidratam a pele na sua camada mais profunda sendo mais eficazes, mas não devem ser usados durante a gravidez.
Óleos vegetais, como o de amêndoa, também podem ser usados como hidratantes naturais.

Tratamentos Contra Estrias: Existem diversos tratamentos para as estrias, o correto é procurar um profissional para saber qual é o melhor tipo de tratamento para cada caso.

O ideal é iniciar o tratamento o mais rápido possível para que o efeito seja mais efetivo. Existem tratamentos pouco invasivos, como cremes e fórmulas manipuladas, e outros mais invasivos como a cirurgia para retirada das estrias.

Entre os principais tipos de tratamento, temos:


Laser: o paciente recebe uma esfoliação que elimina a camada mais superficial da pele, suavizando as estrias.

Ácido: usa cremes para ativar a renovação celular e formar colágeno (responsável pela firmeza da pele). Mesmo sendo menos invasivo que outros métodos o ácido só deve ser usado sob orientação médica, para não prejudicar a saúde da pele.

Peeling: também utiliza uma técnica de lixamento da pele que retira as camadas mais superficiais da pele, melhorando a aparência das estrias.

Cremes e fórmulas manipuladas: feitas de acordo com cada tipo de pele, à base de ácido hialurônico e retinóico, promovem uma micro exfoliação e estimulam a formação de colágeno para uma maior firmeza da pele.

Microdermoabrasão: Um dos tratamentos mais eficazes para estrias. Os resultados apresentados são geralmente bastante satisfatórios.
É um método não-invasivo por meio do qual a camada externa da pele é removida e é estimulado o crescimento de uma nova pele na região tratada. Esta esfoliação é feita utilizando-se pequenos cristais de dióxido de alumínio, enquanto é feita a sucção para extrair a pele morta que será removida. Durante o tratamento nas áreas tratadas, o estímulo no crescimento de uma pele mais saudável e com tônus é constante, deste modo, as estrias, têm sua visibilidade consideravelmente diminuídas.

A quantidade de sessões necessárias para o término do tratamento somente pode ser determinada pelo médico dermatologista responsável por cada paciente, entretanto, são realizadas aproximadamente cinco a doze sessões para cada tratamento específico.
Os resultados da microdermoabrasão acontecem de forma gradativa, sendo observados já desde a primeira sessão. Ao final do tratamento, é possível obter uma redução bastante significativa da redução das estrias.

Cirurgia: Quando as estrias são na barriga, normalmente por causa da gravidez, uma opção é fazer uma cirurgia na região, esticando a pele flácida e removendo a parte com estrias. Embora o paciente não fique com estrias na região operada, a cirurgia deixa uma cicatriz.

É bastante indicado procurar auxílio médico para que ele possa indicar qual o tipo de tratamento mais apropriado para o seu caso, este procedimento assegura, sobretudo a sua saúde e, além disso, consegue trazer resultados ainda mais satisfatórios para o problema.

Espero que tenham gostado do post!
Beijos, e até a próxima!

Júlia,
www.jaesteticaeplastica.com

——————————————————————-

Gostaram meninas? Eu achei muito interessante. Vou correndo mandar manipular meu creme de ureia, já usei e é realmente muito bom pra hidratar a pele. E vocês tem mais dicas de como acabar com essas malditas?

XNMWZK5GYE9T 

Artigos Relacionados

Gabriela

11 de fevereiro de 2016 - 18:10

Oi..
Estou fazendo tratamento com acido retinoico…
Gostaria de saber se estrias voltam ?

Bia Munstein

12 de fevereiro de 2016 - 14:29

flor estrias voltar eu creio que não! porque a pele teria que “arrebentar” de novo, é isso só engordando ou esticando muito a pele mesmo..
bjos

"Dedico o trabalho neste blog, assim como toda a minha vida, ao nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo, que vive e Reina para todo o sempre. Amém!"